Internação para depressão: quando é necessária e quais os benefícios? - Hospital Santa Mônica
Internação Temporária para o Período de Festas e FériasConheça o serviço
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

A depressão resulta de uma multiplicidade de fatores. No entanto, os mais comuns têm ligação direta com desordens psicológicas e influências hormonais que alteram o metabolismo e provocam reações diversas. Por isso, a internação para depressão pode proporcionar excelentes oportunidades de superar esse mal e recuperar a saúde.

A depressão é uma doença séria e, devido às suas características peculiares, as constantes crises de depressão podem levar a doenças crônicas. Se não adequadamente tratada, há o risco de evolução para quadros mais graves como a ideação suicida ou até mesmo a concretização do ato.

Tendo isso em vista, a proposta deste artigo é mostrar quando a internação para depressão é necessária, e em quais casos é recomendado o tratamento sem internação. Conheça, então, as melhores opções de tratamento para reduzir os efeitos dessa doença e recuperar a saúde e a qualidade de vida. Acompanhe!

Veja quando a internação para depressão é necessária

A internação para depressão está reservada aos casos específicos nos quais a pessoa tem grandes prejuízos para a vida em virtude da doença. Um dos sinais mais importantes é a perda de sua capacidade de autodeterminação, ou a dificuldade de se autogerir. Em alguns casos, o indivíduo perde o senso do julgamento de valor, o que o coloca em risco de morte.

Nesses casos mais graves, a perturbação mental deixa o indivíduo extremamente alterado. O maior risco associado a esse tipo de crise depressiva é a evolução para comportamentos suicidas ou mesmo para a concretização do ato.

Na presença desses sintomas, os familiares devem encaminhar, imediatamente, a pessoa para avaliação psiquiátrica a fim de que o profissional possa determinar as diretrizes mais adequadas ao tratamento. Quando o paciente depressivo começa a representar uma ameaça a si próprio ou para as pessoas de seu convívio social, é preciso optar pela internação, que pode ser voluntária ou involuntária.

A internação voluntária é direcionada para aquelas pessoas que reconhecem a necessidade de receber ajuda profissional, e tem plena consciência de que esse é o caminho mais seguro para a plena reabilitação da saúde.

No entanto, quando o paciente opõe resistência e não aceita ser ajudado, mas já se tornou uma ameaça em potencial, os familiares ou os responsáveis podem optar pela internação involuntária ou compulsória.

A importância da internação é garantir que o indivíduo fará o tratamento de acordo com as medidas terapêuticas escolhidas. Porém, nos casos em que o paciente apresenta sintomas mais leves, pode-se optar pelo tratamento ambulatorial, sem a necessidade de internação.

Nessa modalidade de terapia, o paciente visita o hospital periodicamente, recebe orientações e é avaliado pela equipe multidisciplinar, mas pode tomar as medicações em casa. Por isso, encaminhar a pessoa para avaliação diagnóstica é essencial para decidir qual procedimento será mais adequado e eficaz.

Conheça os benefícios da internação para depressão

A depressão é um mal que pode atingir o ser humano em qualquer estágio da vida. Porém, em nossos dias, o aumento de casos de depressão em adolescentes está entre os temas mais discutidos, tanto no Brasil como em outros países.

A Associação Pan Americana da Saúde (OPAS), publicou um relatório com um panorama cujos dados alertam quanto à prevalência da depressão em indivíduos jovens. Segundo esse estudo, 50% dos problemas relacionados à saúde mental iniciam em torno dos 14 anos de idade. Entretanto, a maioria dos casos de depressão na adolescência não é diagnosticado corretamente e nem tratado. 

O mesmo estudo confirmou que, devido às influências da depressão e de outros transtornos mentais que dela resultam, o suicídio entre adolescentes de 15 a 19 anos é a terceira principal causa de morte nessa faixa etária. Nesse contexto, a internação para a depressão é um modo de frear os efeitos negativos dessa doença e de reduzir os riscos de morte.

Mas vale ressaltar que a internação para depressão traz vantagens para pessoas de todas as idades. Confira, então, alguns dos benefícios imediatos e que justificam a opção pelo tratamento no hospital!

Foco total na recuperação

Quando o tratamento é realizado em uma instituição especializada na reabilitação da saúde mental, as chances de controlar os sintomas da depressão e de melhorar a qualidade de vida são bem maiores. O paciente fica focado no objetivo de vencer a doença, o que influencia positivamente nos resultados.

Falta de acesso às drogas ou a medicamentos que causam dependência

Impedir o acesso às drogas ou aos medicamentos que podem causar dependência também é importante. Durante a internação, o paciente é monitorado pela equipe multiprofissional e tem todo apoio necessário à superação das dificuldades inerentes ao tratamento. Esse suporte fortalece o estado emocional e ajuda o indivíduo a seguir firme em seu propósito.

Afastamento dos principais gatilhos de sua depressão

Entre outras vantagens, o tratamento hospitalar favorece a recuperação porque afasta a pessoa dos principais gatilhos de sua depressão. Sobretudo, quando o diagnóstico é de Depressão maior, os sintomas são mais acentuados, o que potencializa os riscos de evolução para suicídio. 

Manter a pessoa em um ambiente favorável à recuperação é essencial ao processo de reabilitação mental. Além de possibilitar maior segurança emocional e física, o afastamento de casa ainda contribui para amenizar os impactos dos gatilhos que despertam os sintomas da doença. 

Escolha um hospital especializado em saúde mental

Amplamente veiculados pela mídia, as estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam o Brasil como o país com maior índice de depressão da América Latina. Segundo o Órgão, em nosso país há 11, 5 milhões de pessoas sofrendo com a doença. 

Tão preocupante quanto esses dados é a realidade que envolve essa situação: a maioria dos indivíduos afetados por esse transtorno não tem acesso a tratamento e nem busca ajuda. Nesse contexto, quem tem algum familiar ou amigo próximo com sinais de depressão deve encaminhá-lo urgentemente para avaliação e submissão à terapia.

Nessas circunstâncias, optar por uma instituição de referência em saúde mental — como o Hospital Santa Mônica — é essencial para auxiliar o paciente e seus familiares na superação desse problema. Ser criterioso na escolha do hospital é importante para garantir que todo o processo que envolve a internação para depressão seja focada na recuperação da saúde integral e da qualidade de vida.

Está enfrentando problemas relacionados à depressão? Busque ajuda para superar a doença: entre em contato com o Hospital Santa Mônica e conheça nossos tratamentos!

 

4 respostas para “Internação para depressão: quando é necessária e quais os benefícios?”

    1. Olá Maria, estamos à disposição caso prefira entrar em contato atendemos pelo WhatsApp 11 99534-4287.
      Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos