Dia do Médico: como contribuir para a saúde mental no cenário atual - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

No dia 18 de outubro é comemorado, no Brasil, o Dia do Médico. Certamente, essa é uma data especial e dedicada ao profissional responsável pelo cuidado e promoção da saúde de todos. No Brasil, a escolha foi em homenagem ao dia de São Lucas, considerado o santo padroeiro da Medicina.

Como muitas pessoas estão com as emoções e a saúde mental abaladas pela ansiedade causada pela pandemia de Covid-19, aproveitar a ocasião para buscar ajuda pode ser uma interessante solução. Diante disso, saiba como o médico pode contribuir para a saúde mental no cenário atual e auxiliar na redução dos impactos provocados pelo distanciamento social. Acompanhe!

O Dia do Médico

O médico é o profissional responsável pela descoberta e tratamento das enfermidades que atingem os pacientes. Sua missão é diferenciada, pois cabe a ele fornecer o suporte necessário e indicar as terapias adequadas para curar ou aliviar a dor e o sofrimento das pessoas.

Além de trabalhar focado na prevenção de doenças crônicas, ele é o responsável pela orientação dos indivíduos durante o tratamento, tanto no âmbito físico como em referência à saúde mental. O objetivo é curar as doenças, mas em casos especiais, o médico busca alternativas para que o paciente tenha uma vida mais saudável.

O profissional competente deve ter bons fundamentos sobre medidas de prevenção da saúde e valorizar o relacionamento estável com os pacientes para tornar o atendimento mais humanizado. Essa conduta é essencial para estabelecer uma relação de confiança mútua.

O Dia do Médico pelo mundo

Em toda a América Latina, exceto no Brasil, o Dia do Médico é comemorado em 3 de dezembro. A data foi escolhida em homenagem ao médico e pesquisador Carlos Finlay, estudioso que descobriu a associação entre o mosquito Aedes Aegypti e a febre amarela.

No Irã, foi escolhido o dia de Avicena, filósofo importante e autor de várias obras mescladas entre medicina e filosofia. Um dos mais famosos é o The Book of Healing que, em português, significa O Livro da Cura. Essa obra foi muito utilizada nos cursos médicos do período medieval.

Assim, em diversos países, o Dia do Médico foi escolhido em datas que prestam homenagens a figuras importantes. Na Índia, a tradição local homenageou Bidhan Chandra Roy, um pioneiro que estudou medicina na Universidade de Calcutá. Seu talento não se resumia apenas a essa área, pois dominava também engenharia e arquitetura, tendo fundado várias cidades.

A saúde mental no cenário atual

Nos últimos meses, muitas pessoas tiveram as emoções e a saúde mental abaladas por causa da quarentena e do distanciamento social. A sobrecarga de trabalho em home office, o risco de perder o emprego e os conflitos familiares aumentam a vulnerabilidade aos desequilíbrios emocionais. Além disso, as incertezas quanto ao futuro geram sentimentos depressivos na população.

Esses problemas afetam pessoas de todas as idades, principalmente, os jovens, público mais propenso ao descontrole psicológico. Por essa razão, muitos procuram solução nas drogas e no alcoolismo. Além dos entorpecentes, o aumento do uso de álcool entre adolescentes é cada vez mais preocupante, segundo o Jornal da USP.

Nessas circunstâncias, a ajuda psiquiátrica é essencial, antes que o problema evolua para quadros mais graves. Tanto o alcoolismo quanto a dependência química exigem tratamento urgente, pois podem influenciar outras desordens mentais mais preocupantes e, por isso, colocar a vida em risco.

Por questões culturais, muitos ainda veem a psiquiatria como uma especialidade exclusiva para “loucos” e, por isso, ignoram a necessidade de ajuda. Mas as estatísticas demonstram que, atualmente, os números do suicídio alertam para um controle mais efetivo dos desajustes mentais que geram essa prática. Isso torna o tratamento psiquiátrico a melhor solução para evitar esses riscos extremos.

Como o médico pode contribuir para esse cenário

Agora, você entenderá como o médico pode contribuir para a saúde mental no cenário atual, sobretudo, na promoção do bem-estar da coletividade durante a pandemia. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) está centrado na atenção aos pacientes com Covid-19 e, por isso, não consegue atender à demanda por tratamento mental.

Nesse cenário, o apoio médico é essencial para ajudar na recuperação de pessoas com risco emocional. Um tratamento especializado pode trazer mudanças significativas e dar um novo sentido à vida de quem enfrenta esses desequilíbrios.

Assim, a assistência psiquiátrica de qualidade pode ser o caminho para a superação dos impactos da pandemia na saúde mental. Logo, o médico pode contribuir bastante para implementar ações e campanhas sobre a atenção à saúde mental nesse momento.

A disseminação do conhecimento e o estímulo ao autocuidado pode encorajar as pessoas à busca de tratamento precoce. Nesse contexto, o Dia do Médico se torna uma data oportuna para esse trabalho tão importante em defesa da vida.

O Hospital Santa Mônica

Nossa missão é contribuir para a reabilitação da saúde integral de nossos pacientes. Assim, disponibilizamos uma excelente infraestrutura e uma equipe multiprofissional, que trabalha focada na recuperação da saúde integral. Buscamos o equilíbrio, tanto no aspecto físico quanto no âmbito psicológico e mental.

Dada a complexidade que envolve essa questão, a dependência química e o vício em álcool são desafios que exigem tratamento urgente, antes que evoluam para emergências psiquiátricas. Nessa conjectura, a meta é promover a reinserção social do paciente, incentivar o retorno ao convívio familiar, mas com uma vida digna e mais autônoma.

Ao longo dos mais de 50 anos de atividades, o Hospital Santa Mônica obteve importantes conquistas e, aos poucos, foi reconhecido como uma instituição de destaque na reabilitação da saúde mental. O propósito dos tratamentos é auxiliar indivíduos e seus familiares na construção de um caminho livre de entorpecentes e de álcool.

Por fim, vale ressaltar que o Dia do Médico pode ter um novo significado na luta pela recuperação de quem enfrenta desafios em saúde mental. Na equipe multiprofissional que atua no Hospital Santa Mônica, a função do médico é imprescindível no apoio e no direcionamento terapêutico dos pacientes psiquiátricos.

E você, gostaria de conhecer nossas opções de tratamento especializado em saúde mental? Entre em contato com o Hospital Santa Mônica e fale com nossos colaboradores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos