Quais são os efeitos das drogas no organismo? - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Qualquer substância química é capaz de provocar alterações no corpo humano, seja ela natural ou sintética. Nesse sentido, é importante compreender os efeitos das drogas no organismo a fim de evitar a evolução dos problemas causados por elas.

O efeito das drogas entorpecentes provocam mudanças significativas no funcionamento do organismo. Por isso, o consumo dessas substâncias é tão prejudicial à saúde.

Tendo isso em vista, confira quais são os efeitos das drogas no organismo, os tipos de drogas mais utilizadas e quais as melhores opções de tratamento para a dependência química. Acompanhe!

Como as drogas estão classificadas?

Existem drogas naturais, mas a maioria é produzida sinteticamente. Confira, agora, os principais tipos e subdivisões das drogas:

  • hipnóticas: esse tipo de droga são indutoras do sono;
  • alucinógenas: provocam alucinações e distorção da realidade;
  • analgésicas: relaxam a musculatura e causam uma sensação temporária de bem-estar;
  • estimulantes: elevam os níveis de atividade motora, deixa a pessoa mais alerta;
  • inalantes: são solventes que contêm diferentes combinações de substâncias, e que podem provocar danos irreversíveis ao organismo.

Como são os efeitos das drogas no organismo?

As drogas psicotrópicas, que agem diretamente no sistema nervoso central, atuam de modo temporário nos neurônios, afetando o humor, o comportamento e os processos cognitivos. Assim, elas podem provocar confusão mental, dificuldade na fala e até alucinações.

Os entorpecentes agem no organismo de um indivíduo desde o consumo inicial dessas substâncias. Independentemente da forma de uso, os riscos à saúde são potencialmente prejudiciais.

Inicialmente, os efeitos das drogas são, aparentemente, muito positivos: gera uma sensação momentânea de bem-estar, euforia, felicidade e coragem. Porém, com o passar do tempo, seus efeitos podem ser muito graves e causar sérios problemas à saúde.

O consumo de drogas expõe o organismo ao enfraquecimento, o que eleva as chances de contrair outras doenças. O efeito da toxicidade das drogas nas células provocam graves alterações metabólicas e comprometem a fisiologia natural dos órgãos do corpo.

Os efeitos das drogas no organismo são perceptíveis logo no início do envolvimento com substâncias entorpecentes. Geralmente, os mais prejudicados são os órgãos considerados mais importantes: cérebro, coração, pulmão, rim e fígado.

Como é o tratamento de um dependente químico?

O tratamento de um viciado em drogas exige diversas fases. O primeiro passo é desintoxicar o corpo da substância que causa dependência. O acompanhamento de uma equipe multiprofissional ajuda na reversão dos sintomas e assegura o suporte psicológico para evitar recaídas.

A avaliação e o diagnóstico correto do estado clínico e do nível de comprometimento do organismo do usuário é primordial. Às vezes, o consumo abusivo de drogas também deixa o usuário desnorteado e provoca graves distúrbios mentais.

A conscientização quanto à necessidade de mudar de vida é essencial ao sucesso do tratamento. Um usuário que reconhece os males das drogas e aceita fazer o tratamento já deu um importante passo rumo à transformação do modo de vida.

Conhecer as opções de terapias mais adequadas também é relevante nesse processo. Confira, agora, as melhores tratamentos para a recuperação da saúde de um usuário de drogas ilícitas.

Tratamento ambulatorial

Esse tipo de tratamento é destinado aos usuários de drogas considerados de “grau leve”. Ou seja, para aqueles indivíduos que estão ainda experimentando os tóxicos e, por isso, não estão totalmente viciados.

Geralmente, adolescentes e universitários compõem esse grupo. Muitos deles, até por curiosidade, aceitam a oferta de drogas de amigos. No entanto, essa situação é delicada — e deve ser evitada — porque a partir daí, há o risco de se estabelecer o vício.

Outro aspecto que vale uma reflexão mais profunda é que, se a pessoa consome drogas usualmente, ela sabe o problema que o vício lhe causa. Mediante isso, convém analisar se quem oferece ou compartilha drogas é, de fato, seu amigo.

Internação hospitalar

A internação é uma alternativa recomendada para os casos mais graves de envolvimento com tóxicos. Por meio desse tratamento, o dependente químico terá todo o suporte exigido para vencer a doença.

O Hospital Santa Mônica dispõe de toda infraestrutura necessária para a reabilitação mental e física de quem precisa superar os desafios impostos por esse problema.

O tratamento é baseado em intervenções psicoterapêuticas, medicações e atividades recreativas. Além de afastar o usuário de ambientes e de pessoas que usam drogas, o objetivo da internação é minimizar os efeitos das drogas no organismo, promover a saúde integral e a qualidade de vida de nossos pacientes.

Durante a internação hospitalar, o dependente químico terá o suporte de uma equipe multiprofissional composta por médicos clínicos e psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais. O tratamento é personalizado de acordo com as necessidades individuais do paciente.

Quais os principais impactos associados ao consumo de drogas?

O consumo de drogas ilícitas causa um impacto negativo em diferentes áreas da vida do indivíduo. Tão logo uma pessoa começa  a usar drogas, os impactos são percebidos no aspecto pessoal, na vida afetiva, no desempenho sexual, na produtividade profissional e no convívio social.

Doenças de ordem emocional, como transtornos de ansiedade e crises depressivas também são comuns. O usuário, não raro, tende a se afastar da família, dos amigos e a procurar viver cada vez mais isolado.

No Brasil, pesquisas indicam o aumento do número de adolescentes envolvidos com o consumo de drogas. Essa realidade sugere a busca imediata de alternativas que possam conter os efeitos desse problema, antes que ele evolua para situações mais complicadas.

Entretanto, o impacto do uso de drogas não se limita apenas aos danos aos órgãos nobres, ao risco de overdose e aos prejuízos emocionais. Há, ainda, outra situação preocupante: a relação do consumo dessas substâncias com  ideações suicidas.

Nesse sentido, o apoio da família e a escolha de uma instituição confiável e experiente em tratamento para dependentes químicos faz toda a diferença na reversão desse problema.

Percebe-se, por fim, a necessidade de buscar alternativas mais concretas para reduzir os efeitos das drogas no organismo. A ajuda profissional e o tratamento precoce faz toda a diferença na recuperação da saúde mental e física de quem precisa superar o vício.

Agora que já sabe quais são os efeitos das drogas no organismo entre em contato com o Hospital Santa Mônica e conheça nossos tratamentos para reabilitação da saúde mental e física!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos