Publicado em Deixe um comentário

Por que um hospital psiquiátrico pode ser a melhor opção para tratar um vício?

Hospital psiquiátrico tratamento vicio

Ainda bem que a ideia ruim que as pessoas tinham dos hospitais psiquiátricos já caiu por terra há muito tempo. A realidade das estatísticas sobre o uso de drogas e álcool no país exige a compreensão do verdadeiro papel da Psiquiatria. Essa conscientização é essencial para auxiliar quem enfrenta o dilema do vício.

A internação hospitalar muitas vezes é indicada para os casos mais graves, nos quais o usuário passa a representar uma ameaça para si e para a sociedade. Porém, quanto mais cedo decidir pelo hospital, maiores serão as chances de sucesso na recuperação.

Assim, o tratamento garante mais controle sobre a condição do paciente e garante o apoio necessário à reabilitação mental e física.

Quer saber mais? Continue a leitura e saiba por que um hospital psiquiátrico pode ser a melhor solução para tratar um vício! Acompanhe!

Garante o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar

Contar com o apoio de profissionais experientes e especializados torna-se um importante diferencial no tratamento contra as drogas e o alcoolismo. Psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, terapeutas especializados em dependência química e fisioterapeutas são alguns dos especialistas responsáveis pelo suporte ao usuário.

Assim, a opção por um hospital psiquiátrico favorece a melhoria no comportamento do dependente, principalmente dos adolescentes. Ele se conscientiza da seriedade do tratamento e se torna mais determinado para se livrar dos entorpecentes e remodelar a sua conduta.

Além disso, a internação assegura maior adesão ao tratamento e tranquilidade em relação aos procedimentos, como a necessária desintoxicação. Passar por esse processo sozinho — e em casa — não resolve o problema e ainda pode trazer graves complicações ao usuário.

O processo de limpeza do organismo exige acompanhamento contínuo devido às reações provocadas pela abstinência. A falta da substância no organismo provoca sintomas emocionais e físicos imprevisíveis. Por isso, é necessário um apoio multiprofissional para controlar a situação e auxiliar o paciente.

Logo, entender a importância da internação psiquiátrica para a eficiência do tratamento é fundamental. A supervisão regular da equipe especializada possibilita que o usuário tenha chances reais de se recuperar do vício e de retornar ao convívio social.

Possibilita uma rotina favorável à recuperação

Em um hospital psiquiátrico, o dependente químico terá um rotina personalizada de acordo com a necessidade dele. Após a avaliação psiquiátrica, essas atividades são definidas pela equipe multiprofissional.

Como parte integrante do tratamento, o dependente químico deverá cumprir todas as propostas do planejamento realizado pelos profissionais de apoio. O paciente terá horário certo para alimentação, submissão às terapias, lazer e descanso.

Exigir disciplina e organização torna a rotina mais agradável e tranquila. Esse trabalho conjunto entre diversas especialidades oferecidas pelo hospital é importantíssimo: visa à promoção de condições mais favoráveis à recuperação, de forma eficaz e duradoura.

Evita o contato com pessoas ou com locais de uso de drogas

Independentemente do grau de comprometimento do organismo, o processo de desintoxicação exige uma postura muito determinada para que o usuário consiga permanecer limpo.

Todas as fases do tratamento são importantes. Porém, quando surgem os sintomas da abstinência, o usuário necessita de muito auxílio, tanto profissional como de familiares e amigos.

Por isso, um dos benefícios da internação hospitalar é afastar o paciente de quaisquer contatos com locais ou com amigos que usam drogas ou álcool. Isso evita as antigas influências e reduz as chances de recaídas, o que pode ser extremamente prejudicial à sequência das terapias.

Promove a integração com indivíduos com objetivos em comum

Durante a internação hospitalar, uma das medidas que favorecem à recuperação é a troca de experiências entre os internos e nos grupos da família. A equipe multidisciplinar planeja atividades recreativas, cuja proposta é propiciar a integração social dos pacientes.

Minimizar os impactos psicológicos resultantes da negação do uso de drogas e álcool exige a elaboração de uma rotina que mantenha o ambiente saudável e prazeroso. Nesse sentido, incentivar o envolvimento do paciente nessas atividades sinaliza maiores chances de alcançar resultados positivos.

A participação em atividades esportivas, jogos e caminhadas ao ar livre são práticas benéficas à saúde mental e física. Diminuem a ociosidade e favorecem a reestruturação comportamental necessária ao tratamento contra o vício.

Possui uma infraestrutura diferente de outros locais para tratamento

Em termos de adequação estrutural, a melhor solução para um tratamento pode ser encontrada em um hospital psiquiátrico, e não necessariamente em uma clínica de recuperação. Diversas razões favorecem a escolha de um hospital especializado na reabilitação da saúde emocional.

Em uma clínica, os tratamentos oferecidos são baseados apenas em consultas esporádicas. Porém, a complexidade que envolve esse tipo de tratamento exige que o dependente químico tenha apoio profissional em tempo integral.

Nesse sentido, consultas eventuais não garantem a recuperação e ainda expõe o usuário ao risco de vida. Isso porque as alterações comportamentais resultantes da abstinência podem gerar até mesmo ideações suicidas.

Além disso, o espaço físico, a infraestrutura, a possibilidade de integração com outros pacientes e as atividades recreativas oferecidas em um hospital representam substanciais vantagens à dinâmica da reabilitação.

Quais serviços e vantagens o Hospital Santa Mônica oferece?

Localizado na região metropolitana de São Paulo, o Hospital Santa Mônica oferece tratamento especializado para pessoas com problemas psiquiátricos ou dependência química em locais separados. Para ajudar as famílias na reabilitação de seus ente queridos atendemos particulares e diversos planos de saúde.

Nosso hospital  oferece uma infraestrutura singular: dispõe de uma área de 83 mil m², sendo 50 mil m² de mata nativa preservada. Para oferecer cuidados específicos para cada uma das atividades, a instituição possui unidades de internação, de dependência química e de cuidados exclusivos para a reabilitação da saúde mental.

Além da vasta experiência no ramo, nosso hospital disponibiliza 250 leitos e  todo o aparato necessário ao conforto do paciente e de sua família. Mais do que isso, priorizamos sempre a formação e a capacitação das equipes médicas e multiprofissionais.

O objetivo de nosso hospital psiquiátrico é garantir um tratamento mais humanizado e alinhado às novidades apresentadas em congressos e estudos internacionais. Isso é essencial à segurança e à qualidade dos procedimentos realizados em prol da reabilitação mental e física de quem necessita de nosso apoio.

Se você conhece alguém que precisa de ajuda para superar o vício entre em contato com o Hospital Santa Mônica e conheça as opções de tratamento que oferecemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *