Álcool e outras drogas comuns entre crianças e adolescentes - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

A ingestão de bebidas alcoólicas por crianças e adolescentes é um tema que preocupa profissionais da saúde, professores e pais.

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o álcool — uma das drogas mais comuns no Brasil — passou a fazer parte da vida dos jovens cada vez mais cedo e, além das graves consequências a curto e longo prazo, pode ser o chamariz para o uso de outras substâncias.

Isso acontece porque, com o consumo precoce, aumenta-se as chances de dependência na vida adulta e também a predisposição para o abuso de drogas que ainda não foram experimentadas. Neste post, informaremos você sobre os principais vícios desenvolvidos a partir do alcoolismo.

Drogas mais comuns entre jovens e suas consequências

Como você viu ali em cima, existem diversas substâncias que podem causar dependência em crianças e adolescentes. Normalmente essas drogas são experimentadas quando já se fez o uso de bebidas alcoólicas.

Entre as principais, podemos destacar:

Maconha

Por mais que o uso da maconha não seja liberado no Brasil, não é difícil encontrar jovens que a fumam diariamente. Essa é uma droga ilícita que proporciona diferentes sensações — principal atração para os usuários — e pode facilmente tornar uma pessoa dependente.

As consequências, que aparecem a curto e longo prazo, são devastadoras para a saúde. Em pouco tempo se observa o aumento dos batimentos do coração — fator que pode ocasionar um ataque cardíaco em pessoas mais sensíveis — alucinações, ansiedade severa e psicoses.

Após um período maior, há também o declínio do QI, desempenho escolar precário e perda de memória, entre outros problemas.

Cocaína

A cocaína está entre as drogas mais procuradas por crianças e adolescentes. Embora a maconha seja extremamente prejudicial ao organismo, a substância extraída da planta Erythroxylon coca provoca consequências ainda piores.

Sua ação afeta diretamente o sistema nervoso, o que gera espasmos que podem durar alguns minutos ou mesmo horas. A cocaína também provoca paranoias, comportamento agressivo, perda do apetite, contração dos vasos sanguíneos e ataques epilépticos, podendo até mesmo levar à morte súbita.

Esses intensos efeitos negativos foram denominados no passado como “demônio da droga”.

Energético

O energético é uma bebida que mistura o açúcar e a cafeína em grande quantidade — e, por incrível que pareça, esses fatores o tornam tão prejudicial quanto outras drogas.

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Purdue, nos Estados Unidos, a combinação desse líquido com bebidas alcoólicas pode prejudicar da mesma forma que a cocaína. Os principais efeitos observados após a ingestão da mistura são falta de concentração, taquicardia, contrações musculares etc.

Como você pode perceber, embora o álcool esteja entre as drogas mais comuns, existem outras substâncias que são consumidas por jovens e que são usadas principalmente em decorrência da experiência com as bebidas alcoólicas. Considerando todos os prejuízos que podem ser causados a partir desse consumo, é primordial recorrer a um profissional para que o vício seja combatido o quanto antes e não gere consequências mais graves.

Precisa de auxílio para lidar com alguém próximo a você? Veja aqui como identificar um usuário de drogas e informe-se sobre as soluções possíveis para este problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos