5 dicas de como tratar a angústia e se curar - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Atualmente as pessoas vivem uma rotina conturbada, existindo muitas pressões por todos os lados. A correria do dia a dia e também a autocobrança podem gerar um sentimento de desconforto, sendo necessário a busca de informações sobre como tratar a angústia.

Infelizmente, quando um quadro semelhante como descrito acima surge na vida de um jovem, logo vem na mente a busca por uma “falsa ajuda” que é o uso das drogas. Ao seguir por esse caminho, em vez de resolver um problema, pode se criar outras complicações.

Você precisa saber que não é o único a experimentar o sentimento de angústia, que pode fazer desistir de tudo o que antes o deixava feliz. Diversas pessoas no mundo inteiro estão sofrendo dessa doença que precisa ser investigada e tratada.

É importante saber que sentimentos como medo, angústia e ansiedade fazem parte da vida de qualquer indivíduo independentemente da faixa etária ou sexo. Entretanto, vale ressaltar que quando há um exagero de certas sensações, há a necessidade de se entender o porquê de estar acontecendo e procurar solucionar o problema.

Os problemas psicológicos necessitam de uma avaliação especializada por psicólogos e psiquiatras. Somente esses profissionais poderão descrever o tratamento adequado como psicoterapia, por exemplo, e caso haja necessidade o uso de remédios antidepressivos.

No entanto, você deve se conscientizar que se está passando por esse tipo de problema e se sente desanimado e paralisado em seguir com seus sonhos e projetos de vida, você deve atuar como agente de cura para si mesmo. Por meio de algumas atitudes e medidas você pode contribuir com os demais tratamentos propostos pelos profissionais da área de saúde.

Se você deseja realmente ser ajudado e principalmente ter uma atitude de mudança quanto ao seu estado de saúde, a boa notícia é que você chegou ao lugar certo. Ao ler o post de hoje, você vai conferir 5 dicas importantes de como tratar a angústia e se curar. Boa leitura!

1. Pratique técnicas que aliviem a angústia

Uma boa dica para você, de como tratar a angústia, é a prática constante de técnicas que vão estimular seu cérebro a reprogramar conceitos errôneos do modo de agir e pensar.

Uma sugestão seria sempre procurar ter um tempo de reflexão sozinho: desligue seus aparelhos eletrônicos, desconecte-se com o mundo exterior, coloque uma música instrumental bem calma que você goste e comece a relaxar inspirando e expirando.

Se quiser, antes de iniciar esse processo, anote em um bloquinho tudo aquilo que faz você se sentir angustiado. Assim, as preocupações ficarão registradas no papel e não em sua mente. Faça essa técnica todos os dias, pois certamente será importante e muito útil separar um tempo para a calmaria e meditação.

Ao utilizar as técnicas de relaxamento, você vai se afastar de pensamentos angustiantes, de uma maneira saudável e não por meio de substâncias que farão mal ou que ponham em risco sua saúde física e psíquica.

2. Alimente-se de forma adequada

Já foi comprovado e, certamente, você já ouviu falar que a alimentação adequada nos mantém saudáveis e revigorados. Da mesma maneira, se alimentar de maneira correta e equilibrada trará benefícios importantes para sua saúde mental.

Ingerir alimentos como cereais integrais, atum, banana, peixes, espinafre, soja, aspargo, maçã, semente de gergelim, carnes magras, além de leite e seus derivados, contribui para que você libere substâncias como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina que são responsáveis para ativar o bom humor, percepção de bem-estar, além de proporcionar sensação calmante e sedativa.

Frisando que os alimentados acima mencionados são auxiliadores no processo em como tratar a angústia. Vale sempre ressaltar que apenas o alimento por si só não trará o benefício da cura, certo?

3. Faça exercícios de baixa intensidade

Continuando com nossas dicas, a prática de exercícios físicos também o deixará mais bem-disposto e cheio de saúde. Além de proporcionar felicidade, liberando substâncias importantes no cérebro, ao se exercitar com frequência notará grandes resultados em sua saúde mental.

O importante é ser constante em suas atividades físicas, lembrando que você não deve começar pegando muito pesado em nenhum tipo de esporte. Comece aos poucos, mantendo uma regularidade, dando preferência aos exercícios de baixa intensidade como a caminhada por exemplo. Lembrando que exercícios de alongamento não podem faltar ao iniciar e terminar sua caminhada, combinado?

4. Tenha um sono reparador

Pense que acabou mais um dia corrido e cheio de tarefas que foram cumpridas. Após isso, vem o momento de dormir para recarregar suas baterias, não tem nada melhor que isso, correto? Pois, fique sabendo que ter uma boa noite de sono também pode ser seu grande aliado no combate a angústia que você tem sentido.

Mas lembre-se de que dormir além do necessário para você repor suas energias, pode resultar em efeitos negativos. Caso precise de uma ajudinha para ter um sono de qualidade siga as seguintes providências: tome um banho relaxante, beba um delicioso chá, coloque uma música suave e tenha bons sonhos!

5. Procure ajuda especializada

Por fim, como dito já no início deste post, procure uma consulta com um especialista de saúde mental e faça sessões de psicoterapia. Devido ao avanço da ciência e recursos disponíveis, existem tratamentos e disponibilidades de cura para o retorno para uma vida saudável e feliz.

É possível buscar tratamento em uma instituição clínica comprometida com a saúde e recuperação plena de seus pacientes. Nesses locais você vai receber todo apoio, acolhimento e orientação certa de especialistas para um tratamento com resultados positivos e que ajude você a alcançar o retorno ao convívio social de antes.

Não pense que tratar da saúde mental faz de você uma pessoa mais frágil e vulnerável. Muito pelo contrário, atualmente se sabe que ter uma mente saudável é um requisito fundamental para se ter saúde de uma forma geral.

Agora que você já leu o post, e ficou por dentro das dicas de como tratar a angústia, entende que pode contar com apoio e suporte clínico necessário para solucionar os seus problemas. Para saber mais, entre em contato conosco.

 

20 respostas para “5 dicas de como tratar a angústia e se curar”

  1. Sou Orivaldo Pinheiro de Marituba no Pará, vivo constantemente com angústia, e gostatia de me ver livre dessa doença tão ingrata que maltrata e nos deixa sem prazer pra nada. Gostaria que vcs me ajudassem a me curar disso.
    Meu e-mail é: pikelola@hotmail.com
    Boa noite.

    1. Boa tarde
      Me chamo Danielle vivo muito bem com meu esposo e filha,mas meu esposo não gosta da minha família, e minha família também aprendeu a rejeitado, eles evitam me visitar, só esperam por mim, estou há 14 anos lutando contra essa frustração que mexe com psicólogo,amo minha família mas não consigo viver com isso, tenho vontade de deixar tudo pra trás, até de.morrer, me sinto excluída pré uso de ajudo e ninguém se uni para isso,tenho ansiedade e depressão, já estou cansada disso tudo, tenho tudo,meu esposo é maravilhoso, mas me faz sentir sufocada além de tudo, seus sentimentos por minha mãe e irmãos, não sei com me. Controlar, pree uso de todos.eles.mas.não querem dar o vra o a torcer, o que faço?

    1. Olá Juvenal, você faz tratamento? procurou ajuda médica? o ideal é passar por um especialista para fazer tratamento, você pode estar com depressão…

  2. Vivo constante com angústia tristeza ,não tenho coragem para nada ,sair conversar é uma escuridão mental ,dor no coração insatisfação com tudo.nada me deixa feliz.me sinto rejeitada inútil ,imprestável um peso na vida dos outros

    1. Olá Fátima, você precisa passar por um psiquiatra para fazer tratamento, entender qual é o diagnóstico e seguir um tratamento.

  3. Faço tratamento para depressão desde 2005. Tentei retirar os remédios por conta própria e piorei. Mas com os remédios fico anestesiada, não coloco os sentimentos ” para fora “. Fico sem ação às vezes. Não sei o que fazer. Estou muito angustiada…

    1. Olá Janie, o ideal seria discutir com o seu médico o que você está sentindo, na verdade interromper o tratamento por conta própria é a pior condução, o ideal poderia ser discutir com o médico e reavaliar a dose, ou a medicação, mas só seu médico ou um psiquiatra poderá dizer o que é melhor baseado no seu histórico clínico, outra medida importante é tentar tomar um pouco de sol, adotar uma alimentação balanceada e fazer algum tipo de atividade física para ajudar no seu quadro, abraço

  4. Obrigado! Essas 5 dicas foram muito importantes para eu entender melhor o que eu estavá sentindo. É um alívio saber que estar desse jeito não é um motivo de fraqueza, pois é assim, que eu me sinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos