50 anos do Hospital Santa Mônica: meio século à serviço do bem-estar - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Nos 50 anos do Hospital Santa Mônica, importantes valores e virtudes foram agregados à Missão dessa instituição, cuja imagem foi construída baseada em pilares como o respeito e a ética que regem a prática clínica. Além disso, o atendimento sempre foi marcado pelo dinamismo, atenção e carinho.

Se você é um dos nossos pacientes, profissional de saúde, um parceiro do hospital, ou um visitante de nossa página que almeja conhecer melhor esse meio século de história, este artigo é para você!

Conheça, então, a história do Hospital Santa Mônica e entenda por que a dedicação à promoção da saúde integral é o elo que une passado, presente e futuro! Boa leitura!

O início do Hospital Santa Mônica

A ideia da construção do hospital surgiu pela necessidade de suprir a lacuna deixada pela carência na prestação dos serviços de saúde pública. Diante dessa realidade “triste, mas verdadeira”, como definiu o Dr. Romolo Bellizia, ele e alguns amigos uniram esforços e iniciaram o empreendimento.

O que mais chamou atenção dos médicos empreendedores foi a falta de leitos para internação, de pacientes cujas patologias clínicas estavam em estágio crônico e de pacientes que necessitavam de reabilitação física.

Por isso, o Dr. Romolo Bellizia, juntamente com três amigos compraram um prédio de uma obra abandonada, inacabada, mas que seria a realização do sonho de ter o próprio hospital. Assim, superaram as adversidades e o transformaram em uma Unidade hospitalar destinada ao atendimento de pacientes crônicos e de reabilitação.

Os fundadores venderam cotas do hospital e conseguiram, com o apoio de outros companheiros de jornada, os recursos necessários para iniciar esse grande empreendimento. Com tudo estruturado e registro efetivado, escolheram o Dr. Romolo Bellizia para presidir o Hospital Santa Mônica.

Como a área adquirida era muito extensa, sob orientação da Secretaria da Agricultura, otimizaram o espaço com plantação de frutas e verduras para suprir o consumo interno do hospital. 

O intuito do HSM era oferecer um tratamento terapêutico bem orientado e com possibilidades de retorno às atividades de rotina. O foco era reabilitar pacientes com sequelas neurológicas e ortopédicas a fim de que pudessem recuperar suas funções motoras, profissionais e sociais.

Assim, a implantação e o crescimento dessa renomada instituição comprovam que esses 50 anos do Hospital Santa Mônica marcam uma trajetória positiva e vitoriosa. O empreendedorismo, a coragem, o otimismo e a perseverança dos fundadores demonstram que com iniciativa e trabalho, os objetivos podem ser alcançados.

Um pouco da história dos 50 anos do Hospital Santa Mônica

A sede do Hospital Santa Mônica foi inaugurada em 1969, no município de Itapecerica da Serra, em São Paulo, muito bem localizada — nas proximidades do Morumbi — um dos espaços mais valorizados da região metropolitana da capital paulista.

O hospital foi idealizado pelo Doutor Romolo Bellizia, médico reconhecido pelo seu trabalho diferenciado, o que lhe rendeu vários prêmios e condecorações pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Geral (SBCG) e em 2013, recebeu o Título de Cidadão Itapecericano pela Câmara Municipal de Itapecerica da Serra, SP.

Com um perfil empreendedor, mas dedicado às causas sociais, a trajetória do Doutor Romolo foi marcada por mais de 20 anos de voluntariado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Desde que ingressou na Faculdade de Medicina, o Dr. Romolo Bellizia, como é chamado, sempre demonstrou preocupação com a qualidade do atendimento prestado aos pacientes crônicos. Ou seja, ele sempre exerceu um trabalho médico aliado a valores que preconizam carinho, atenção e respeito pelo ser humano.

Assim, o Hospital Santa Mônica já nasceu baseado na solidez desses valores, os quais possibilitam atender de forma diferenciada — com mais respeito e dignidade — os pacientes crônicos que necessitam de internação.

Ao longo de 5 décadas de exercício da atividade médica, o Hospital Santa Mônica passou por importantes momentos que foram decisivos à conquista da posição que hoje ele ocupa no mercado.

Esse período foi intensamente marcado por adversidades, superações e conquistas. Foram muito os desafios vencidos por meio de um trabalho árduo, com dedicação e coragem, mas que trouxe — e ainda traz — excelentes resultados.

O marco de sua expansão foi quando o hospital decidiu se reposicionar no mercado focando atenção em saúde mental. 

A dedicação ao tratamento de pacientes psiquiátricos, sobretudo com o foco na recuperação da saúde de dependentes químicos, foi um salto importante para a construção de uma imagem forte entre as instituições que atuam nesse campo.

Dados e estrutura do hospital

O Hospital Santa Mônica oferece uma ampla estrutura hospitalar e uma equipe multiprofissional especializada em Saúde Mental, composta por: médicos clínicos, psiquiatras, nutrólogo e geriatra, psicólogos, além de enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas em dependência química, assistente social, farmacêuticos, nutricionistas.

Nossa equipe médica e de colaboradores está pronta para auxiliar no processo de recuperação e na construção de uma nova história de vida.

São 220 funcionários distribuídos pelas diferentes espaços e unidades de tratamento com 250 leitos. Nossa média anual de internações é de 1400 pacientes

A excelência no atendimento e a estrutura voltada para o acolhimento tem sido fundamental à reabilitação de nossos pacientes internos, como dos casos mais simples que dependem somente de consulta ambulatorial.

Conheça, agora, a estrutura oferecida pelo Hospital Santa Mônica. Estamos em uma área de 83 mil m², da qual 50 mil m² é composta por Mata Atlântica nativa preservada. Confira nossas instalações:

  • Unidade Integrativa Santa Mônica, ambulatório médico localizado na Vila Nova Conceição, em São Paulo/SP;
  • Unidade de Cuidados Agudos em Saúde Mental;
  • Unidade de Dependência Química;
  • Ambulatório;
  • Unidade de Internação;
  • Pronto Atendimento;
  • Serviço de Farmácia, Nutrição, Fisioterapia;
  • Laboratório de Análises Clínicas em parceria com o Grupo Fleury;
  • Espaço bem-estar (beleza e autoestima).

Para auxiliar no resgate da autoestima e no controle emocional de nossos pacientes crônicos, disponibilizamos atividades que objetivam à reabilitação física e a reintegração à sociedade.

Todas as atividades terapêuticas do hospital são monitoradas por profissionais capacitados, e têm extrema relevância para a recuperação da saúde. Logo, além dos benefícios de proporcionar lazer e recreação, promovem também a interação com outros pacientes.

Confira quais são as atividades lúdicas e desportivas que complementam o tratamento em nosso hospital:

  • grupos terapêuticos conduzidos por psicólogos como terapia assistida por cães, dançateria, jogos, dentre outros;
  • campo de futebol, quadra de vôlei, academia de ginástica, piscina, pilates e alongamento para atividades com fisioterapeutas;
  • espaço bem-estar (beleza e autoestima);
  • atividades de pintura, artesanato, terapias manuais e lúdicas com acompanhamento da terapeuta ocupacional.

Especialidades médicas e tratamentos oferecidos

Nesses 50 anos do Hospital Santa Mônica, a instituição precisou passar por diversas mudanças. A capacidade de organização e de planejamento da gestão do hospital assegurou o necessário suporte à evolução do empreendimento.

Foram aprendizados constantes e sucessivas evoluções que resultaram no fortalecimento da marca e na conquista do respeito adquirido desde a fundação do hospital.

O Dr. Romolo Bellizia sempre se preocupou em selecionar parceiros altamente capacitados, bem treinados e formados nas melhores instituições de ensino do país para compor o corpo clínico do HSM.

Atualmente, o foco do hospital está voltado à recuperação da Saúde Mental, no tratamento para vencer os desafios da dependência química e no atendimento aos pacientes crônicos. Observe as peculiaridades de cada uma dessas especialidades. Confira!

Saúde Mental

Uma das áreas de atuação em que o Hospital Santa Mônica se destaca é o tratamento especializado em Saúde Mental. Tanto a infraestrutura quanto o trabalho multidisciplinar são diferenciados e adequados para atender pacientes com transtornos psiquiátricos e outras para atender casos de dependência química, a partir dos 8 anos.

Nos 50 anos do Hospital Santa Mônica, a experiência adquirida com os inúmeros casos clínicos foi fundamental para direcionar condutas mais assertivas nessa área. No entanto, o tratamento clínico integrado ao psiquiátrico favorece respostas mais rápidas ao paciente.

O HSM foi uma das primeiras instituições a implantar tratamentos para a reabilitação mental na rede privada em São Paulo.

Uma das áreas de atuação do HSM é o auxílio contra os impactos negativos da dependência química na vida de jovens e de adultos. Por ser uma questão delicada e influenciada por diversos fatores, ela exige um tratamento personalizado e diferenciado.

O apoio e a participação dos familiares são imprescindíveis ao processo de recuperação, visto que esse é um problema muito difícil de ser superado sozinho. Por isso, nosso hospital dispõe de diferentes metodologias terapêuticas e que são aplicadas conforme o perfil dos pacientes.

O objetivo das intervenções terapêuticas propostas pela equipe multiprofissional do Hospital Santa Mônica é trabalhar os fatores relativos ao comportamento do paciente. Desde a primeira consulta, ele é submetido a um processo avaliativo que direciona os profissionais à conduta mais adequada.

Outro diferencial é a equipe de psicólogos e terapeutas que atuam em Dependência Química, alguns sendo ex-adictos, oferecem aos pacientes uma nova perspectiva de que é possível com garra, determinação, apoio técnico e da família, vencer o desafio contra o vício.

O tratamento contra a dependência química é realizado em várias fases. Em todas as etapas são utilizadas metodologias psicoterapêuticas. Estas são associadas ao uso de medicamentos para conter os efeitos danosos da toxicidade ao organismo do usuário.

Certificação

O reconhecimento e a credibilidade à solidez são os marcos dos 50 anos de história do Hospital Santa Mônica de São Paulo. Ele foi o primeiro hospital privado do Brasil, especializado em Psiquiatria, a conquistar a certificação ONA (Organização Nacional de Acreditação).

Essa acreditação é um sistema de avaliação do nível de qualidade nos serviços de saúde prestados à população a partir de critérios pré-definidos. Esse é um processo voluntário no qual a própria instituição demonstra o interesse em se submeter à avaliação.

A conquista desse título é fundamental à credibilidade da marca e ajuda na segurança dos pacientes em se submeter aos tratamentos em uma instituição qualificada e reconhecida por entidades certificadoras.

Após a certificação, os serviços de saúde oferecidos pelo hospital continuam sendo avaliados durante todo a vigência do certificado. A ONA certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, tendo como foco principal a segurança do paciente.

A metodologia utilizada para avaliação atende aos padrões internacionais de qualidade e de segurança propostos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Em termos de assistência clínica, a atenção a esses quesitos é fundamental à excelência e à responsabilidade nos procedimentos hospitalares.

Essa certificação atesta que a instituição segue criteriosamente os requisitos exigidos para a qualificação da assistência dos seus pacientes. Evidencia, ainda, que o HSM é uma instituição focada no aprimoramento contínuo em prol da capacitação e da atualização de seus profissionais.

Convênios credenciados

Entre os serviços e comodidades oferecidas pelo nosso hospital estão vários parceiros que integram a nossa lista de credenciados. São planos de saúde e laboratórios para análises clínicas, por exemplo.

Aceitamos inúmeros convênios para facilitar o acesso ao tratamento qualificado e diferenciado oferecido pela nossa instituição.

Pela ocasião dos 50 anos do Hospital Santa Mônica, surgiram novas propostas de credenciamento. O intuito do hospital é ampliar possibilidades, facilitar a adesão ao tratamento e crescer cada dia mais.

Qual é o principal valor do hospital?

Nosso maior diferencial é a estrutura hospitalar, bem como o funcionamento assistencial. Na prática, o hospital oferece um suporte duplo, visto que cada um dos pacientes tem sempre um médico psiquiatra e um clínico.

O apoio de uma equipe multidisciplinar em tempo integral na assistência confere mais segurança e tranquilidade aos pacientes internados. Além do mais, esse cuidado garante o socorro imediato caso surja eventuais intercorrências.

O foco de nossa conduta clínica é inteiramente voltado à recuperação e à reintegração do paciente ao convívio familiar e social após a alta hospitalar. Valorizamos também a humanização na relação com o paciente, o que é essencial para assegura o bem-estar e a qualidade de vida.

Portanto, ao longo dos 50 anos do hospital Santa Mônica, priorizamos à adequação aos valores defendidos em nossa Missão: atenção, respeito e excelência nos serviços. Trabalhamos com uma equipe altamente qualificada, atualizada e comprometida com a qualidade de vida dos pacientes.

Gostou deste artigo? Entre em contato com o Hospital Santa Mônica e conheça nossos serviços diferenciados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Planos de Saúde

SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos