Saiba como identificar uma pessoa que tem vício em remédio! - Hospital Santa Mônica

De acordo com a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), um organismo da ONU, o vício em remédio supera o consumo de drogas. O uso abusivo de medicamentos como calmantes, estimulantes e tranquilizantes traz graves consequências à saúde e, por isso, pessoas com esse hábito precisam de ajuda o mais rápido possível.

Desse modo, preparamos este post para ajudar você a identificar alguém que está dependente da ingestão de medicações. Continue a leitura!

Como identificar alguém com vício em remédio?

Pessoas viciadas em medicamentos apresentam comportamentos característicos que facilitam a identificação de um quadro de dependência. Confira a seguir alguns sinais que podem indicar esse problema!

Mudança de comportamento

Normalmente, o indivíduo direciona suas ações para encontrar algo que justifique a sua necessidade de ingerir remédios. Sinais físicos pouco significantes como mal-estar gástrico ou uma fraca dor de cabeça são motivos para a automedicação.

Além disso, visitas constantes a consultórios médicos para conseguir receitas também são um indício.

Abstinência

Ao passar um período sem consumir remédios diariamente, a pessoa pode demonstrar inquietação, dores nos músculos e ossos, insônia, sensação de frio interno etc. Isso ocorre porque o organismo, que já estava acostumado com a substância, sente falta das doses de medicação e se manifesta com reações físicas.

Necessidade de aumentar a dose de medicamentos

Após tomar por determinado período a mesma dosagem de remédio, o corpo adquire uma tolerância aos componentes e não proporciona a mesma sensação de antes. Com isso, é necessário aumentar a quantidade da medicação para que o bem-estar seja sentido novamente.

Utilização indiscriminada de remédios

Nesse caso, o indivíduo ingere medicamentos por conta própria ou com prescrição médica, porém, não respeita os intervalos de uso nem a dose recomendada, o que provoca consequências graves como as que serão explicadas a seguir.

Quais as consequências do uso descontrolado de medicamentos?

Abaixo, listamos quais são os principais problemas que afligem as pessoas viciadas em remédio. Acompanhe!

Intoxicação

Segundo dados do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciatox), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o consumo de medicamentos é a principal causa de intoxicação. Isso porque superdosagens resultam no acúmulo de componentes no organismo, o que provoca alterações na pupila, alucinações, diminuição da pressão, vômitos etc.

Interação medicamentosa

Esse problema ocorre a partir da ingestão de diferentes tipos de fármacos. Com a mistura das substâncias, é possível que haja exacerbação de reações adversas leves, moderadas ou graves que podem levar à necessidade de hospitalização.

Por que é importante buscar ajuda especializada?

Qualquer tipo de vício traz danos à saúde, e quando se trata do consumo exagerado de medicamentos o resultado pode ser fatal para o indivíduo. Por esse motivo, torna-se fundamental contar com uma instituição de referência como o Hospital Santa Mônica para que uma equipe multidisciplinar especializada e capacitada possa intervir de modo a proporcionar o restabelecimento da qualidade de vida e bem-estar.

Perceba então que o vício em remédio não deve ser tratado como um problema simples, visto que consequências graves e irreversíveis são geradas. Esteja atento aos sinais que indicam esse quadro.

E aí, gostou deste post? Conhece alguém com os sintomas do vício em remédio? Então, fale com o Hospital Santa Mônica e busque ajuda!

Planos de Saúde

Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consulta e Internação 24h