Conheça 5 fatos curiosos sobre a demência aqui! - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Você sabe o que é demência? Esse termo costuma assustar bastante os leigos, mas, na Medicina, é usado em quadros caracterizados por deficiência cognitiva persistente e progressiva. Embora a doença ainda não tenha cura, o tratamento pode ajudar a retardar sua evolução.

Em razão do aumento na expectativa de vida, a previsão é que os casos de demência aumentem 278% até 2050, segundo a Alzheimer’s Disease International (ADI). No Brasil, estima-se que ocorram 55 mil novos casos todos os anos, a maioria provocada pela Doença de Alzheimer.

Além dela, existem outros tipos de demência, como a demência vascular, demência com corpos de Lewy (causada por alterações cerebrais chamadas de corpos de Lewy), demência na Doença de Parkinson e demência frontotemporal.

Como outras doenças apresentam sintomas semelhantes, o diagnóstico deve ser feito por um médico especialista.

No post de hoje, saiba o que é demência e conheça 5 fatos curiosos estão ligados a ela. Boa leitura!

1. Fumo

Você já deve saber que as substâncias nocivas do cigarro são absorvidas pelo cérebro. O acetato de chumbo, por exemplo, é uma delas e, por não ser eliminado, acaba se acumulando no organismo dos fumantes.

De acordo com o estudo internacional publicado pelo periódico científico The Lancet, deixar de fumar pode reduzir os casos de demência em até 5%.

2. Educação

As pessoas que frequentam a escola até os 15 anos têm menos chance de desenvolver a doença quando adultos. Tanto a educação quanto a socialização diminui seu risco em até 8%, mostra a pesquisa citada anteriormente.

3. Saúde mental

A saúde do cérebro é fundamental para evitar a demência. Como a depressão afeta o pleno exercício das suas capacidades, ela é considerada um fator de risco.

4. Sono

Dormir mais de nove horas por noite aumenta o risco de demência, diz um estudo realizado no Reino Unido. Por isso, os jovens devem se preocupar com o seu padrão de sono. Em comparação com quem dorme menos de nove horas, aqueles que dormem mais do que isso têm seis vezes mais chance de desenvolver a doença em 10 anos.

5. Gênero

A demência afeta mais as mulheres do que os homens. O primeiro fator de risco é a idade, já que elas costumam viver mais tempo. Outros fatores são depressão, menopausa cirúrgica (remoção dos ovários) e complicações na gravidez, como a pré-eclâmpsia.

A doença também avança mais rápido com elas. Há uma linha de pensamento que sugere que o estrogênio tenha um papel na proteção do cérebro na juventude. No entanto, com o passar dos anos, sua taxa diminui no organismo.

Agora que você já sabe o que é demência, previna-se! Nunca é tarde para adotar um estilo mais saudável, como a prática de atividade física e uma alimentação balanceada. Por fim, lembre-se de que o diagnóstico precoce da doença possibilita a adoção de medidas para manter a qualidade de vida por mais tempo.

Gostou desse post sobre demência? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com o Hospital Santa Mônica para que possamos ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos