Publicado em Deixe um comentário

Atividade física no tratamento geriátrico: a importância de escolher um hospital que ofereça esse tratamento

Atividade física no tratamento geriátrico

Estar em movimento é uma atitude saudável para pessoas de todas as idades. Contudo, a prática regular de atividade física se torna ainda mais determinante aos idosos que buscam qualidade de vida e bem-estar.

Os brasileiros, afinal, estão envelhecendo e se conscientizando sobre a importância de cuidar de sua saúde. Hoje, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida da população é de 76 anos. Em 2000, não chegava a 70.

Para idosos, a prática regular de exercícios é essencial à saúde do corpo e da mente. Assim, ela ajuda não somente a melhorar seu condicionamento físico, mas também a amenizar sintomas de outros males, como estresse e depressão.

Leia mais sobre o tema a seguir e entenda como a atividade física pode ser utilizada no tratamento geriátrico.

De que forma a atividade física colabora com o tratamento?

Em geriatria, seja em casos de demência, Alzheimer, Parkinson ou de quaisquer transtornos mentais, a atividade física é uma das frentes que ajudam a melhorar o funcionamento do corpo, de modo que promove:

  • aumento da qualidade do sono;
  • melhora da flexibilidade e alongamento;
  • maior resistência;
  • preservação e ganho de massa muscular;
  • diminuição de dores articulares e quadros inflamatórios;
  • preservação da integridade óssea;
  • controle e manutenção do peso saudável.

Além disso, para aqueles que já apresentam doenças crônicas, tais quais diabetes ou hipertensão arterial, deixar o sedentarismo de lado diminui a intensidade dos sintomas incômodos e ajuda a normalizar resultados de exames. Entre eles, a aferição da pressão e as taxas de glicemia no sangue.

Atividades físicas recomendadas

Para eficácia do tratamento geriátrico, embora não haja dúvidas sobre os benefícios da promoção de uma vida em movimento, é fundamental ter alguns cuidados. Destes, prevalece a importância de escolher a atividade física adequada, na qual as possibilidades de lesões, quedas ou fraquezas sejam reduzidas.

Além disso, o acompanhamento de profissional da área permite que músculos, articulações e ossos sejam preservados enquanto os indivíduos da terceira idade os estimulam. A seguir, conheça mais sobre opções recomendadas à faixa etária.

Hidroginástica

A hidroginástica já é bastante popular entre idosos e é fácil compreender os motivos. Com aulas realizadas totalmente dentro de piscinas, a água faz com que não haja quaisquer impactos decorrentes dos exercícios executados.

Assim, durante a prática, o educador físico ensina sequências que trabalham a força, a resistência, o alongamento e a capacidade cardiorrespiratória, sem causar riscos a seus alunos. Além disso, a água ajuda a promover a calma e o bem-estar de todos.

Caminhada

Sem tanto impacto quanto outros exercícios aeróbicos, como a corrida, a caminhada é uma ótima opção de atividade física.

Nela, dá para visitar lugares que o paciente gosta e proporcionar a ele o acompanhamento de pessoas queridas, já que caminhar não requer muitos acessórios nem tampouco investimentos além de tênis e roupas esportivas confortáveis.

Dança

Dançar é uma expressão corporal e artística de muita força que pode ser mantida durante a terceira idade.

Além de ajudar a trabalhar o condicionamento físico com movimentos que requerem vigor, a depender do ritmo escolhido, ela também atua ao promover melhora da autoestima e do bem-estar do paciente. Em aulas de dança, afinal, é comum haver diversão entre uma nova sequência e outra, acompanhadas do estímulo musical.

Alongamento

Manter a musculatura bem alongada é uma forma de mantê-la desperta sem correr o risco de comprometê-la. Assim, essa prática ajuda a renovar a lubrificação das articulações, como dos discos da coluna, o que aumenta sua mobilidade, e também a promover o relaxamento mental dos idosos em terapia.

Ao fim, independentemente da atividade física recomendada pelo geriatra, não há dúvidas de que o tratamento de pacientes da terceira idade só tem a ganhar com ela. Para isso, a recomendação é selecionar um local adequado, como o Hospital Santa Mônica, referência em tratamento geriátrico, com infraestrutura completa para práticas em ambientes equipados e ao ar livre, em espaços amplos e agradáveis.

Quer saber mais e tirar suas dúvidas sobre tratamento geriátrico, além das opções de atividades físicas oferecidas a eles? Então, entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *