O que é alucinação? O que fazer em uma crise? - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Você sabe identificar uma alucinação? Esse é um problema que, apesar de não ser tão abordado, é mais comum do que pensamos e é um sinal de que a saúde mental não está bem.

Para você ter ideia, o estudo publicado British Psychiatry Journal concluiu que uma a cada 20 pessoas já teve um episódio de alucinação.

Para entender melhor o que é esse problema, como ele manifesta, qual a diferença em relação aos delírios e quando é preciso estar atento para tomar uma medida mais séria, como internar seu familiar, leia este conteúdo até o final e tire suas dúvidas sobre o tema!

O que é alucinação?

Uma alucinação ocorre quando a percepção do indivíduo identifica alguma coisa que não existe como sendo parte da realidade, como se fosse uma impressão subjetiva.

Em linhas gerais, as pessoas que sofrem desse transtorno psicológico apresentam vivências bastante reais, mesmo que o objeto, a pessoa ou fato alucinado não exista de verdade. Com isso, o problema altera a percepção de realidade, fazendo com que exista a sensação de experiência real de estar vivendo algo que não está acontecendo ou sequer existiu.

É interessante destacar que a alucinação é um fenômeno que surge internamente. Assim, a partir das distorções apresentadas pela própria mente, o objeto alucinado normalmente é muito nítido, até mais do que o real. Por essa razão, quem sofre com o problema tem certeza do que está vivenciando naquele momento.

Apesar da verossimilhança com o real, as alucinações não têm compromisso com o lógico, ou seja, fatos totalmente impossíveis ou sem concordância com a realidade não são raros. Assim, é perfeitamente plausível que pessoas com alucinação tenham visões como animais falantes, monstros, vozes ou qualquer coisa que dependa de algum sentido (visão, olfato, paladar, audição e tato) para ocorrer.

Qual a diferença entre alucinação e delírio?

Depois entender melhor como funciona a alucinação, você pode estar se perguntando se existe uma diferença nítida entre esse transtorno e um delírio, certo? Basicamente, a diferença reside no tipo de influência que cada um sofre para que ocorra, pois, enquanto as alucinações são fenômenos internos e criados pela mente, os delírios precisam de algum estímulo externo para surgir.

Com aparecimento repentino, o delírio é uma alteração que pode ser causada por diversos fatores, o que o torna de difícil diagnóstico. É caracterizado como uma perturbação grave na capacidade mental de uma pessoa, resultando na diminuição da consciência e pensamento confuso.

Os delírios não dependem dos sentidos para emergirem, mas, sim, causam uma interpretação errada da realidade a partir da distorção dos estímulos. Eles podem ser de várias naturezas e alguns dos mais comuns são o delírio de perseguição, quando a pessoa se sente perseguida por algo ou alguém.

Já o delírio de grandeza, a pessoa tem certeza de ser alguém que é melhor que todos à sua volta — outro caso comum é em relação a ataques de ciúmes baseados na crença de uma suposta traição.

Quando é preciso ter atenção?

Conheça alguns dos possíveis sinais da manifestação das alucinações.

  • visuais: ver algo que não está diante dos olhos, como um animal, por exemplo;
  • auditivo: ouvir alguém que não existe, como o famoso “canto das sereias”;
  • táteis: sentir algo encostando na pele, como a sensação de ter as pernas puxadas durante o sono;
  • olfativos: sentir cheiros inexistentes, como o cheiro de fezes em algum ambiente;
  • gustativos: sentir o sabor de algo que não entrou em contato com as papilas gustativas, como o gosto de terra, por exemplo.

Já considere a possibilidade de internação?

Dependendo da gravidade, as melhores opções são recorrer à orientação profissional, buscar por tratamentos especializados ou mesmo a internação. O Hospital Santa Mônica é referência nesse tipo de tratamento e proporciona atendimento multidisciplinar,  médico clínico 24 horas, psiquiatras, além de um ambiente tranquilo para o paciente e auxílio individualizado de acordo com as necessidades.

Agora que você já conhece o que é uma alucinação, ao identificar alguns dos sintomas apresentados ao longo deste post, o ideal é contar com o apoio da família e dos amigos e procurar uma orientação médica adequada e instituições que respeitem os pacientes como o Hospital Santa Mônica.

Caso tenha dúvidas, sugestões ou relatos sobre o tema, deixe seu comentário!

30 respostas para “O que é alucinação? O que fazer em uma crise?”

  1. Bom dia.Alucinações podem ser causadas por traumas passados tambem correto?Gostaria de saber se quando a pessoa sofre de crises de ansiedade,depressão,disturbios bipolares entre outras doenças,essa crise de alucinação pode ser mais elevada,por exemplo: Ver algo q nao esta ali,mas isso pode destruir a pessoa psicologicamente,fazendo-a ter vontade de suicidio??

    1. Oi Verônica, primeiramente a pessoa em questão já tem um diagnóstico fechado do quadro? se ela tem alucinações ou esquizofrenia, por exemplo? o ideal seria procurar ajuda de um psiquiatra para fazer o diagnóstico e o tratamento adequado para tirar a pessoa do surto e da ideação suicida. Estamos à disposição. abraço

      1. Oi meu nome é Vítor tenho escrisofenia sou lúcido, mais de quatro anos não aguento mais moro em Curitiba parece ser um hospital grande e com recursos vocês podia me ajudar nao aguento mais ficar sim

  2. Eu não sei exatamente se foi uma alucinação mas eu ouvi e vi um rato e comecei a entrar e pânico e chorar eu não conseguia parar de ouvir

    1. Eu comecei a vez um gato cinza a uma semana, não tenho dormindo muito bem por conta disso, ontem eu vi o gato com uma mulher no canto do quarto, ela dizia para eu não contar. Não consigo dormir a noite, só pela manhã, eu vejo o gato por toda casa, meu nome é ias. Já não me sinto mais seguro no claro, nunca fui medrosa, mas tem algo de errado. Eu tenho bipolaridade grau 1 e transtorno de personalidade. Não sei o que fazer

      1. Olá você está em tratamento atualmente? seria bom agendar uma consulta com um psiquiatra e verificar se a medicação está adequada.

  3. Meu irmão a vida toda usou drogas ,hoje com 70 anos continua a usar ficando extremamente agressivo e alucinado grita muito sem parar quase ! QTO tempo de vida ele ainda tem chance de viver ,já que tem uma alimentação péssima? Ele já bateu a cabeça a vida toda e continua em pé! Como o organismo dele está aguentando esses anos todos ? OBRIGADA

    1. Olá Regina, não temos como precisar, só o médico que o assiste poderia dar uma dimensão para vocês da saúde física dele.

      Abraço

  4. Boa noite. Tenho uma familiar que está tendo alucinações e mania de perseguição, porém ela não se vê como uma pessoa que precisa de ajuda médica.Como convencê-la de que seu problema precisa ser tratado com ajuda médica?

  5. Quando estou pra pegar no sono vem algo em minha na mente, coisas que não tem ligação: fronha verde, meu dedo sendo furado, nome de pessoas que não existem, é como se eu estivesse na transição entre estar acordada e estar sonhando, nesse intervalo eu desperto com um susto horrível então percebo que não é real. São poucos segundos. To muito assustada. O que faço?

    1. Oi Luciana bom dia, o ideal seria passar por uma avaliação médica para entender se algo aconteceu que causou algum trauma ou aconteceu algo que possa ter iniciado esses sentimentos ou sensações. Abraço

  6. Minha mãe já foi diagnosticada com Alzheimer, porém, essa semana começou as alucinações, dizendo que ta vendo o Espírito Santo, e afirmando com muita certeza, que devo fazer, além do mais quer é ver a mãe falecida já a bastante tempo!

    1. Olá José Silvio, alucinação não é um sintoma de Alzheimer, mas poderia ter outra causa como alguma deficiência que possa estar causando as alucinações, o ideal seria discutir com o médico que fez o diagnóstico dela para entender o que pode estar causando as alucinações, abraço

  7. Oi.. Sou Maria Clara tenho 15 anos….Tenho uma coisa chamada Paralisia do Sono, e em uma certa noite tive uma alucinação era tão real eu ouvia gritos, e vi uma coisa que me deu muito medo, as vezes eu quando fecho os olhos acho que estou em outro mundo, mais sei que isso não é real, mais mesmo assim eu quero muito ajuda, não consigo mais dormir, não durmo a 3 meses, passo a maior parte do tempo com crise de ansiedade, tive um ataque de pânico, e passo por tudo isso sozinha, quando aconteceu de eu acabar vendo coisas eu fui falar com Minha mãe e ela disse que era mentira minha, e eu comecei a achar que está enloquecendo, Eu só quero ajuda por favor.

    1. Olá Maria Clara, como você é menor de idade, orientamos que você converse abertamente com os seus pais e peça para agendar uma consulta com um psiquiatra ou um psicólogo para que possa ajudá-la, ok? segue o telefone para agendar uma consulta online 11 98500-3238

  8. Ola boa noite me chamo Diego. Eu já tive várias crises. Eu escuto vozes vejo coisas. Ja escutei e vi pessoas querendo me assassinar, ja vi coisas estranhas montados em animais estranhos, ja vi minusculas pessoas dancando do tamanho de uma agulha, ja vi plantas arvores com braços e pernas cabeça, e muitas outras coisas. Eu tomo o medicamento risperidona, mas com a pandemia o medico so atende casos graves e entao fiquei sem consulta e receituario. Me ajude por favor. Agonia essas coisas parecem tao reais. Isso é agonizante.

    1. Olá Diego, você pode estar em surto, é importante ir ao médico ou fazer uma consulta online, não perca tempo, faça isso com urgência. Também temos grupos de apoio aos pacientes, se quiser participar, só acompanhar a nossa programação no facebook @santamonicahospital ou instagram @hospitalsantamonica

  9. Ola minha já foi alcoólatra a muito tempo atrás uns 20 anos! Agora diz que vê bichinhos miudinhos picando ela depois fala que sao caspas! Mas só ela vê ela tenta tirar e vai arrancando os cabelos pouco apouco já foi em diversos médicos dermato,geriatra,psiquiatra mas dão remédios e ela não melhora não sei o que fazer me ajude

    1. Olá Zilda, o ideal seria passar em uma consulta com um psiquiatra experiente que possa ajudá-la, de preferência com foco em dependência química, ficamos à disposição

  10. Bom dia, estou aqui por causa se um amigo. Frequentemente ele tem me contado que: ouve gritos da mãe dele suplicando por socorro, mas só ele ouve, ouve também pessoas cantando perto dele,sendo que ele está sozinho, e além disso também “viu” várias vezes uma velhinha passando na janela do seu quarto,refletindo no espelho.
    Me ajude a ajudar ele!

    1. Olá Érica, o ideal seria que ele passasse por uma consulta psiquiátrica para que possa ser avaliado

  11. Oi boa noite eu vivo tendo alucinações eu faço tratamento no posto aqui em são Paulo. Gostaria de saber se é. Normal quem tem Tab ter alucinações direto.

    1. Olá Ana Cláudia o ideal seria você voltar para o médico e a atendeu e questionar que mesmo com as medicações você continua com as alucinações, talvez seja uma questão de ajuste da medicação, só ele poderá te dar a informação correta uma vez que avaliou o seu caso, sentimos muito

  12. Oi preciso de ajuda , sou mãe solteira de duas crianças, não tenho ninguém pra me da uma ajuda psicológica, acho que estou com sintomas de mania de perseguição, por favor me ajudem

    1. Olá Jéssica o ideal seria você agendar uma consulta com um psiquiatra, segue o nosso contato 11 98500-3238

    1. olá Wellington precisa passar por um clínico geral para ver se ela não está com algum exame anormal que possa estar causando isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos