Ideação suicida: qual a relação do uso combinado de álcool e cocaína? - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

O consumo de drogas aumentou consideravelmente nos últimos anos. Jovens e adultos utilizam essas substâncias para se divertir e fugir dos problemas do cotidiano, sendo que alguns, inclusive, fazem o uso combinado de diferentes drogas e o álcool. Nesse sentido, devemos destacar a ideação suicida, que nada mais é do que a representação mental sobre como acabar com a própria vida.

Em outras palavras, é o desejo e a intenção de se matar. O número de problemas causados pelo uso combinado de diferentes substâncias é um dos principais causadores de problemas. Além disso, podemos classificá-la como um dos comportamentos suicidas mais graves.

Nesse contexto, preparamos este post para que você possa compreender a relação do uso combinado de álcool e cocaína. Não deixe para depois!

Qual a relação do uso combinado de álcool e cocaína?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a segunda principal causa de morte em jovens entre 15 e 29 anos. Além disso, infelizmente, há um caso de suicídio a cada 40 segundos.

Contudo, várias dessas mortes poderiam ter sido evitadas. Isso acontece porque, normalmente, o suicídio é o final de um processo gerado por transtornos mentais ou pelo uso abusivo de álcool e drogas.

Segundo estudo realizado pelo National Institute of Mental Health, o uso combinado de álcool e cocaína pode sinalizar indivíduos propensos a cometer suicídio. O órgão observou isso ao analisar 874 pacientes suicidas que chegavam a diversos prontos-socorros com triagem positiva para ideação suicida.

No estudo, foi observado o abuso de diversas substâncias, mas apenas a associação do álcool e da cocaína mostrou-se significativa para incrementar o número de tentativas de suicídio.

Durante as entrevistas, 5% dos pacientes declararam fazer o uso concomitante das duas substâncias. É válido ressaltar que esses pacientes apresentaram uma possibilidade 39% maior de chances de vir a pensar em suicídio em comparação às pessoas que não faziam o uso de álcool e cocaína.

E a relação com a ideação suicida?

O uso combinado de álcool e cocaína pode ser indicativo de alta probabilidade que o paciente desenvolva ideação suicida, segundo estudos realizados com pacientes que tentaram se suicidar e, após falharem, foram atendidos em prontos-socorros. Os pesquisadores identificaram que o uso de álcool não apresentou nenhuma relação com o aumento das tentativas de suicídio, enquanto o uso de cocaína teve uma relação significativa.

Contudo, o consumo associado dessas duas substâncias foi diretamente conectado a inúmeras pessoas com ideação suicida. Em outras palavras, a ideação suicida deve ser acompanhada de perto, pois essa é a única maneira de garantir que ela não se torne um problema ainda mais grave.

Quais os sinais de alerta entre a dependência e o suicídio?

É preciso deixar claro que existem alguns sinais aos quais precisamos ficar atentos e que possibilitam a resolução dos problemas. A união entre problemas de saúde mental, uso de drogas e suicídio também está ligada a sintomas de isolamento, mudanças de comportamento e declarações em tom de despedida ou que evidenciem uma vontade de morrer — inclusive nas redes sociais.

A falta de planos para o futuro e a tentativa de não deixar nenhum tipo de problema ou “dor de cabeça” para a família também merece a devida atenção. Deve-se avaliar também outros sintomas, como:

  • histórico de suicídio na família;
  • fato de a pessoa viver sozinha;
  • grandes perdas econômicas;
  • perdas de status social;
  • falecimento do cônjuge, divórcio dos pais ou afastamento de amigos;
  • vulnerabilidade social.

A ideação suicida tem uma forte conexão com o consumo combinado de álcool e cocaína. Esse é um dos motivos pela qual o problema cresce cada vez mais dentro desta geração. Agindo de forma proativa e ficando atento aos sinais apresentados, é possível encontrar soluções e salvar vidas.

Este post foi útil para você? Então, para ter acesso a todos os nossos conteúdos sobre saúde mental, assine nossa newsletter gratuita e receba os novos posts diretamente no seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos