Descubra como agir quando alguém próximo a você quer se matar - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Mais do que muitos imaginam, os casos de suicídio são muito comuns. Diante dessa realidade, perto de cada um de nós pode haver alguém que alimenta pensamentos suicidas ou que realmente pensa em se matar.

Infelizmente, a sociedade ainda não está preparada para enfrentar de perto as questões que envolvem esse tema. Afinal,  por influências predominantemente culturais, muitos enxergam o suicídio como uma fraqueza e, por isso, o ignoram.

Nesse contexto, se você conhece alguém que está enfrentando uma situação semelhante, continue a leitura e veja como prestar auxílio e ajudar a pessoa a ter forças para viver.

Como ajudar alguém que fala em se matar?

Contrariando o senso comum, é possível ajudar de diversas formas. Seja pelo apoio emocional ou pela intervenção profissional, o importante é demonstrar para a pessoa que ela não está sozinha nessa luta.

Para tanto, confira algumas maneiras de ajudar alguém que pensa em se matar.

Não desqualifique a dor do outro

O primeiro aspecto importante é não desqualificar a dor alheia. Ao perceber que alguém próximo perdeu o interesse pela vida, não ignore isso. Considere a hipótese de a pessoa estar em um processo depressivo e que deve ser encaminhada ao tratamento adequado.

Demonstre interesse em ajudar

Mostre-se realmente disposto a ajudar. Tente conquistar a confiança da pessoa a fim de ter uma conversa aberta com ela e incentive-a a falar o que a incomoda. Colocar para fora os sentimentos ruins é uma forma de livrar-se deles e de encontrar uma nova perspectiva de enfrentamento.

Ouça com atenção sem fazer julgamentos

É preciso ter boa percepção  — e bom senso — para manter uma escuta ativa sem fazer julgamentos. Procure aproximar-se da pessoa com calma, ofereça ajuda sem ser invasivo e tente compreendê-la. Deixe claro que você a apoia, mas que nem por isso concorda com as ideias ruins que ela alimenta.

Incentive a pessoa a mudar de postura

Evite deixar o indivíduo sozinho. Mantenha-se presente o máximo que puder e tente convencê-lo a olhar para os problemas e conflitos internos de outra forma. Mudança de pensamento leva a mudança de atitudes e, para superar ideias suicidas, isso é essencial.

Tente ser amigo e fazer a pessoa perceber que ela é importante para alguém. Explique a ela que atentar contra a própria vida não resolverá nada — pelo contrário, provocará a dor e o sofrimento de muitas pessoas que a valorizam.

Como a ajuda profissional pode reverter essa situação?

Quando alguém fala em suicídio, não é raro que as pessoas mais próximas desconfiem se o indivíduo realmente quer se matar ou apenas chamar a atenção. Na verdade, essa pessoa pode estar tentando chamar a atenção para o tamanho da dor que está enfrentando.

Nesses momentos delicados, ter o apoio da família e dos amigos é essencial. No entanto, lidar com pessoas que pensam em se matar não é tão simples assim. A questão é tão séria que exige a atenção de um profissional habilitado nessa área.

Amor, solidariedade e belas palavras ajudam muito, mas nem sempre são o suficiente para salvar alguém. Mediante isso, a ajuda profissional pode motivar a pessoa a olhar a vida por outro ângulo e, assim, encontrar um caminho mais feliz.

Então, a família precisa intervir de modo mais incisivo e conduzir o indivíduo para uma avaliação em um hospital especializado em saúde mental, como é o caso do Hospital Santa Mônica, que possui estrutura completa exclusiva para assistência infantojuvenil e de adultos. Seu diferencial de atendimento é oferecer tratamento conjunto do médico clínico e psiquiatra. Essa é a conduta mais indicada, pois contribui para direcionar o paciente ao tratamento mais adequado.

Logo, prover os cuidados com a saúde mental e estar sempre por perto de alguém que pensa em se matar é fundamental nesses casos. Isso ajuda a pessoa a fortalecer o estado psicológico, a ter uma nova visão da vida e a renovar a esperança em um futuro melhor.

A leitura deste artigo foi útil para você? Então, assine nossa newsletter e receba por e-mail todos os novos conteúdos sobre cuidado e saúde mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos