Publicado em Deixe um comentário

Dependentes de álcool e drogas são recolhidos das ruas de SL

Dezenove dependentes químicos em uso público foram recolhidos na manhã de ontem (18) nos bairros do Barreto e Vila Palmeira, em São Luís. A ação aconteceu por meio de parceria entre as secretarias de Estado da Saúde (SES), por meio do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPs-Ad), e a de Segurança Pública (SSP).

Esta é a oitava operação neste sentido e o total é de 200 pessoas recolhidas. Destes, 42 estão em tratamento no CAPs-Ad. A operação ocorre sempre nas primeiras horas da manhã e conta com todo corpo técnico e médicos do CAPs-Ad, com apoio de um micro-ônibus, viaturas e agentes da Polícia Civil, sob o comando do delegado Joviano Furtado, titular da Superintendência de Área Integrada e Segurança Pública (Saisp-Oeste). “Em operações anteriores de combate ao tráfico e apreensão de drogas nos bairros do Barreto e Vila Palmeira constatamos a concentração destes usuários e resolvemos voltar para darmos a estas pessoas uma nova oportunidade de reintegração à sociedade”, justificou Joviano Furtado. Entre eles estavam dois adolescentes, mulheres e homens. No CAPs-Ad, após tomarem banho e receberem roupas limpas e alimentação, todos os usuários passam por uma triagem para reconhecimento de identidade (saber da origem e laços familiares) e também são submetidos a exames psicológicos e clínicos para início imediato do tratamento de desintoxicação.

Marcelo Soares, diretor do CAPs, explicou aos dependentes químicos que o órgão mantém um convênio com o Viva Cidadão para emissão de documentos e pediu a colaboração dos usuários durante as consultas com psicólogos e clínicos gerais. “Estamos aqui para ajudar vocês a resgatarem a cidadania e a ter uma vida livre das drogas. É preciso que vocês falem somente a verdade para que possamos iniciar o tratamento e restabelecer os laços familiares”, disse ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nossas redes sociais