Publicado em Deixe um comentário

Conheça os diferenciais da experiência do paciente no Hospital Santa Mônica

Na era digital, o paciente tem algumas necessidades e exigências diferentes, e elas chegam às unidades de saúde de diversas maneiras. Neste post, selecionamos informações sobre como o Hospital Santa Mônica cuida da experiência do paciente e por que essa experiência é fundamental para o sucesso do tratamento.

Você vai conferir o conceito de experiência do paciente, as formas como o HSM cuida desta experiência — quanto aos cuidados, ao respeito, à importância do diálogo com o paciente, bem como seus direitos. Além disso, abordaremos sobre a expertise no tratamento com pacientes com transtornos psiquiátricos e dependentes químicos. Acompanhe!

O que significa experiência do paciente?

A experiência do paciente é a interação que os pacientes têm com todo o sistema de saúde, incluindo o atendimento junto ao seu convênio médico e aquele recebido por parte dos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos e outros profissionais de saúde. 

Essa experiência inclui diversos aspectos que o paciente valoriza ao procurar serviços de saúde, como:

  • atendimento omnichanel (multiplos canais) disponíveis 24 horas para situações de emergência;
  • parceria com empresa de remoção para facilitar o transporte especializado em saúde mental da casa para a instituição;
  • o fácil acesso fácil à informação;
  • conteúdos atualizados sobre os principais transtornos mentais e tratamentos disponíveis, além das principais drogas utilizadas no país e como a família pode ajudar o seu ente querido;
  • a melhor comunicação possível entre os pacientes, seus familiares e os profissionais de saúde da instituição.

Como o Hospital Santa Mônica cuida da experiência do paciente?

Recentemente, a direção do hospital realizou um benchmarketing com hospitais psiquiátricos da Europa e mantém uma similaridade de práticas assistênciais e protocolos de atendimento.

Confira a expertise do HSM ao lidar com a experiência do paciente, tornando-a cada vez melhor.

Cuidado com o paciente

No Hospital Santa Mônica, a experiência do paciente é levada muito a sério. Trata-se de um centro de tratamento especializado em cuidados de saúde mental e dependência química infantojuvenil e adulto. 

A instituição conta com médicos psiquiatras atuando em conjunto com médicos clínicos, nutrólogos e uma equipe terapêutica composta por psicólogas, fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos, terapeutas ocupacionais, assistente social, visando tratar pacientes com transtornos mentais como depressão grave, crise de ansiedade, transtorno de personalidade borderline, transtorno bipolar, esquizofrenia, dentre outros, que necessitem de internação.

Respeito pela experiência do paciente

Cada paciente é único e percebe o tratamento de maneira diferente, por isso, o atendimento é individualizado com relação a todas as abordagens, como: 

  • os tratamentos dispensados por todos os profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas etc.
  • a melhor abordagem com relação à farmacoterapia (os medicamentos são individualizados segundo as necessidades do paciente e adequadas aos fatores de risco e histórico de remédios já usados anteriormente pelo paciente);
  • a individualização do tratamento psicoterápico, como as terapias individuais e em grupo;
  • as abordagens lúdicas;
  • demais atividades realizadas no hospital. 

Por tudo isso, fica claro que no HSM o diálogo com o paciente é fundamental e levado muito a sério. 

Direito dos pacientes

A experiência do paciente está diretamente relacionada aos seus direitos no Hospital Santa Mônica. Assim, receber um atendimento digno, respeitoso, atencioso e sem preconceito de etnia, credo, idade, sexo, diagnóstico ou de qualquer outro tipo é premissa da instituição. No HSM, o paciente é o que mais importa — é o verdadeiro motivo de existirmos.

As informações sobre o diagnóstico, os exames requeridos, as opções terapêuticas e os benefícios do tratamento devem ser simples e totalmente compreensíveis, além de adaptadas à condição cultural do paciente.

Certificação

Durante a pandemia do Covid-19, o Hospital Santa Mônica conquistou a certificação Ona 2 — ONA é a sigla para Organização Nacional de Acreditação, responsável por desenvolver e gerenciar os padrões e requisitos de qualidade e segurança aplicáveis a vários formatos de organizações e serviços de saúde.

Com aconquista da certificação, demonstra que encarar as adversidades para aprender sempre mais, nos aperfeiçoar e evoluir, com muita coragem, realmente vale a pena.

A conquista se deu devido às irretocáveis medidas de segurança tomadas pela equipe do HSM com agilidade e rapidez, trazendo resultados mais satisfatórios dos que foram obtidos em outros países.

Sigilo Profissional

O sigilo profissional também é muito importante para nós, resguardando os dados pessoais do paciente em segredo. Por fim, os pacientes infantis (a partir dos 8 anos) e adolescentes são acompanhados por um responsável e assistidos por profissionais especializados no atendimento infantojuvenil enquanto estiverem hospitalizados.

Por que a experiência do paciente é fundamental para o tratamento? 

Entender a experiência do paciente é um passo fundamental em direção ao cuidado centrado em cada indivíduo. Ao analisar seus diversos aspectos, avalia-se até que ponto os pacientes recebem cuidados respeitosos e são atendidos em suas necessidades, preferências e valores individuais.

Avaliar a experiência percebida pelo paciente e outros componentes — como segurança e eficácia dos cuidados dispensados — é de valor inestimável, garantindo uma imagem completa da qualidade do zelo com relação à saúde.

Abstinência para dependentes químicos

No caso dos internos dependentes químicos, acreditamos que a experiência do paciente é crucial para o sucesso do tratamento. Preconizamos a abstinência completa (interrupção total da droga usada) porque ela é mais eficaz. 

Pautamos o tratamento em técnicas com abordagem motivacional, que têm como objetivo conscientizar o paciente de que é importante interromper completamente o consumo. Vale ressaltar que essa abordagem vislumbra o que há de melhor em termos de saúde para o paciente.

Para minimizar a sintomatologia das crises de abstinência, usamos medicações prescritas até que a crise diminua ou termine. Além das técnicas motivacionais, focamos no desenvolvimento de estratégias de enfrentamento para situações de risco.

Pacientes proativos, tratamento eficaz

Ao participar ativamente de todo o processo de tratamento, mostrando-se receptivo e desejoso de manter sua saúde mental estável (sem crises ou com episódios menos frequentes e/ou mais fracos), ou a abstinência de drogas — quando for o caso —, o paciente está, ainda que inconscientemente, colaborando para o tratamento.

Isso mostra que a experiência do paciente (enquanto permaneceu no hospital ou em tratamento ambulatorial) foi a mais positiva possível. Isso é fundamental para o sucesso do tratamento.

A visão do Hospital Santa Mônica a respeito da experiência do paciente vai ao encontro do que pacientes, ex-pacientes, acompanhantes e familiares acreditam ser o melhor.

Esperamos que você — paciente, pai de paciente ou leitor interessado nos nossos serviços — tenha compreendido que a missão do Hospital Santa Mônica é fornecer o melhor tratamento possível com a expertise de um hospital psiquiátrico de ponta. Isso porque, essa característica realmente impacta no bem-estar do paciente e nos resultados do tratamento. Lembre-se: a melhor experiência do paciente é sempre aquela percebida por ele em um nível de excelência.

Entre em contato e tenha acesso a todos os nossos materiais e serviços — acesso ao WhatsApp, remoção e internação 24h, e agendamento online para marcar uma consulta com psiquiatra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nossas redes sociais