Como encarar o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata? - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Novembro Azul: mês mundial de combate ao câncer de próstata

No Novembro Azul deste ano, o Hospital Santa Mônica está aderindo a campanha de conscientização sobre o câncer de próstata e a importância da realização de exames regulares para o diagnóstico precoce.

O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Encarar o diagnóstico e o tratamento do câncer de próstata exige diferentes habilidades e equilíbrio emocional. Afinal, receber esse tipo de notícia pode afetar os aspectos pessoais, profissionais e a vida financeira tanto do paciente quanto da família.

Para ajudar quem foi diagnosticado é preciso aprender a lidar com sentimentos resultantes da instabilidade emocional. Medo, insegurança, depressão e perda figuram na lista dos mais comuns.

Neste post, apresentamos orientações de como enfrentar o diagnóstico e o tratamento do câncer de próstata e manter uma estrutura mental que possibilite auxiliar quem está na luta contra a doença. Acompanhe!

O que é câncer de próstata?

O câncer de próstata um tumor que afeta uma glândula auxiliar da função reprodutora masculina. Localizada abaixo da bexiga, a próstata envolve a uretra, um canal que liga a bexiga ao orifício externo do órgão sexual masculino.

Geralmente, o câncer de próstata surge após os 50 anos. Entretanto, o diagnóstico precoce é fundamental. Se a doença é descoberta no estágio avançado, ocorrem mais mutações e as células tumorais se multiplicam muito rápido, o que eleva o risco de morte. É por isso que homens acima de 45 anos de idade devem realizar exames anualmente.

No Brasil, a incidência do câncer de próstata é bem alta: 1 em cada 7 homens terão a doença. Contudo, se identificado no início, há 90% de chance de cura.

Como auxiliar alguém em tratamento do câncer de próstata?

É muito difícil obter o diagnóstico da doença e iniciar o tratamento. Por isso, se você é responsável por alguém que recebeu o diagnóstico — e que precisa de apoio nesse momento tão delicado —, é importante se preparar para conseguir lidar com a situação.

A forma de enfrentamento de doenças graves é diferente em cada indivíduo. Porém, o ponto em comum é que o lado emocional influencia bastante.

Assim, cuidar do aspecto psicológico — tanto do paciente como do responsável por ele — é essencial para evitar a evolução da doença. Além disso, há outros fatores que merecem consideração. Confira!

Contar com o apoio da família e de amigos

No tratamento de câncer de próstata, alguns cuidados são elementares. Além das questões emocionais inerentes à doença, ainda podem surgir incontinência urinária, desajustes intestinais e problemas sexuais.

Logo, a atenção da família e dos amigos é fundamental para apoiar o paciente nessa luta. O medo, a insegurança e doenças como depressão e ansiedade são comuns nesses casos. Por isso, evite deixar o paciente sozinho e mostre-se sempre disponível para prestar auxílio e apoio.

Praticar terapias alternativas

Oriente o paciente a reservar um tempo para si mesmo todos os dias. É importante que, durante o tratamento, haja o envolvimento em atividades que promovam o relaxamento e o equilíbrio emocional.

Fazer ioga, meditação ou outra atividade saudável é essencial à promoção da saúde mental necessária ao enfrentamento da doença.

Participar de grupos de apoio

O contato com outras pessoas na mesma condição ajuda o paciente a compreender as dificuldades comuns ao tratamento. Converse sobre os benefícios que podem resultar dessa interação e o incentive a participar desses grupos.

Por que cuidar da saúde mental ajuda a superar a doença?

Entre a população masculina, o tumor de próstata só fica atrás do câncer de pulmão. Assim, ao receber a confirmação dessa doença, é natural que o sistema emocional seja abalado.

Nesse sentido, o cuidado e a atenção à saúde mental tornam-se imprescindíveis ao empoderamento necessário à superação desse desafio. Conhecer um pouco mais sobre a doença e conversar sobre o estigma do preconceito que a envolve também ajuda bastante.

Por fim, auxiliar alguém em tratamento do câncer de próstata não é uma tarefa simples. Exige-se aptidão para assumir novos papéis e responsabilidades necessárias ao suporte psicológico e bem-estar do paciente nas próximas semanas, meses ou anos.

Gostou deste artigo? Então, assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos