Publicado em Deixe um comentário

Como encarar o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata?

Diagnostico cancer de prostata

Novembro Azul: mês mundial de combate ao câncer de próstata

No Novembro Azul deste ano, o Hospital Santa Mônica está aderindo a campanha de conscientização sobre o câncer de próstata e a importância da realização de exames regulares para o diagnóstico precoce.

O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Encarar o diagnóstico e o tratamento do câncer de próstata exige diferentes habilidades e equilíbrio emocional. Afinal, receber esse tipo de notícia pode afetar os aspectos pessoais, profissionais e a vida financeira tanto do paciente quanto da família.

Para ajudar quem foi diagnosticado é preciso aprender a lidar com sentimentos resultantes da instabilidade emocional. Medo, insegurança, depressão e perda figuram na lista dos mais comuns.

Neste post, apresentamos orientações de como enfrentar o diagnóstico e o tratamento do câncer de próstata e manter uma estrutura mental que possibilite auxiliar quem está na luta contra a doença. Acompanhe!

O que é câncer de próstata?

O câncer de próstata um tumor que afeta uma glândula auxiliar da função reprodutora masculina. Localizada abaixo da bexiga, a próstata envolve a uretra, um canal que liga a bexiga ao orifício externo do órgão sexual masculino.

Geralmente, o câncer de próstata surge após os 50 anos. Entretanto, o diagnóstico precoce é fundamental. Se a doença é descoberta no estágio avançado, ocorrem mais mutações e as células tumorais se multiplicam muito rápido, o que eleva o risco de morte. É por isso que homens acima de 45 anos de idade devem realizar exames anualmente.

No Brasil, a incidência do câncer de próstata é bem alta: 1 em cada 7 homens terão a doença. Contudo, se identificado no início, há 90% de chance de cura.

Como auxiliar alguém em tratamento do câncer de próstata?

É muito difícil obter o diagnóstico da doença e iniciar o tratamento. Por isso, se você é responsável por alguém que recebeu o diagnóstico — e que precisa de apoio nesse momento tão delicado —, é importante se preparar para conseguir lidar com a situação.

A forma de enfrentamento de doenças graves é diferente em cada indivíduo. Porém, o ponto em comum é que o lado emocional influencia bastante.

Assim, cuidar do aspecto psicológico — tanto do paciente como do responsável por ele — é essencial para evitar a evolução da doença. Além disso, há outros fatores que merecem consideração. Confira!

Contar com o apoio da família e de amigos

No tratamento de câncer de próstata, alguns cuidados são elementares. Além das questões emocionais inerentes à doença, ainda podem surgir incontinência urinária, desajustes intestinais e problemas sexuais.

Logo, a atenção da família e dos amigos é fundamental para apoiar o paciente nessa luta. O medo, a insegurança e doenças como depressão e ansiedade são comuns nesses casos. Por isso, evite deixar o paciente sozinho e mostre-se sempre disponível para prestar auxílio e apoio.

Praticar terapias alternativas

Oriente o paciente a reservar um tempo para si mesmo todos os dias. É importante que, durante o tratamento, haja o envolvimento em atividades que promovam o relaxamento e o equilíbrio emocional.

Fazer ioga, meditação ou outra atividade saudável é essencial à promoção da saúde mental necessária ao enfrentamento da doença.

Participar de grupos de apoio

O contato com outras pessoas na mesma condição ajuda o paciente a compreender as dificuldades comuns ao tratamento. Converse sobre os benefícios que podem resultar dessa interação e o incentive a participar desses grupos.

Por que cuidar da saúde mental ajuda a superar a doença?

Entre a população masculina, o tumor de próstata só fica atrás do câncer de pulmão. Assim, ao receber a confirmação dessa doença, é natural que o sistema emocional seja abalado.

Nesse sentido, o cuidado e a atenção à saúde mental tornam-se imprescindíveis ao empoderamento necessário à superação desse desafio. Conhecer um pouco mais sobre a doença e conversar sobre o estigma do preconceito que a envolve também ajuda bastante.

Por fim, auxiliar alguém em tratamento do câncer de próstata não é uma tarefa simples. Exige-se aptidão para assumir novos papéis e responsabilidades necessárias ao suporte psicológico e bem-estar do paciente nas próximas semanas, meses ou anos.

Gostou deste artigo? Então, assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas redes sociais