Publicado em Deixe um comentário

Vídeo – Esquizofrenia, saiba quando internar

Saiba mais sobre a doença com dr. Marcel Vella Nunes, psiquiatra do Hospital Santa Mônica.

A internação para pacientes com esquizofrenia é uma decisão que não raras vezes se torna uma questão de vida ou morte. Um quadro psicótico, afinal, pode se tornar bastante grave.

Assim, nas situações em que se constata um considerável risco de suicídio e perigo à vida de outras pessoas, pode ser a opção mais segura, já que a utilização de medicamentos e a adesão a terapias tendem a exigir um tempo mínimo para que seus efeitos positivos se manifestem.

Desse modo, pode ser necessário durante o período um acompanhamento estreito feito por um hospital psiquiátrico. Visto que os sintomas de esquizofrênicos afetam bastante o funcionamento de sua cognição e a capacidade de discernimento, além de induzi-los a ações impensadas, as internações involuntária e compulsória podem ser medidas comuns.

Com elas, uma equipe multidisciplinar em saúde atende ao pedido de alguém próximo que sofre de transtorno mental e o leva em segurança a uma instituição psiquiátrica especializada. Finalmente, ainda que a esquizofrenia impacte bastante a cognição e o contato com a realidade dos indivíduos, é possível amenizar seus sintomas e conviver com ela quando se segue o tratamento recomendado, sob controle ao longo de uma vida equilibrada, com bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *