Suicídio na terceira idade: veja como identificar e prevenir - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

Segundo o Relatório Global para Prevenção do Suicídio da Organização Mundial da Saúde, o suicídio na terceira idade chega a 7,7 casos para cada 100 mil pessoas acima entre 60 e 69 anos. Entre aquelas com mais de 70 anos, a taxa sobre para 8,9.

Os dados são alarmantes e as causas, variadas: elas vão desde graves problemas de saúde até a falta de perspectiva. Por isso, saber como identificar e prevenir um suicídio é essencial para reintegrar o idoso à família e à sociedade.

Continue lendo este post e saiba mais sobre o assunto:

Por que os idosos cometem suicídio?

Ainda existe a ideia de que o idoso não se mata porque está no fim da vida. Porém, é preciso considerar que a terceira idade é um momento de vulnerabilidade.

Geralmente, as perdas estão por trás do desejo de colocar fim à vida. Abrir mão da saúde, da autonomia e dos papéis ativos na sociedade, por exemplo, são fatores que levam à ideação.

A pessoa vai, aos poucos, perdendo a sua voz e o seu espaço, e a depressão se torna um protagonista nessa situação. O idoso começa a se sentir inútil e profundamente triste.

Como identificar os sinais dados pelos idosos?

A mudança de comportamento é o 1° sinal que o idoso dá quando está pensando em cometer o suicídio. Por exemplo: pessoas que são ativas e alegres, mas que começam a agir de forma contida e a demonstrar sinais de tristeza.

Além disso, é comum a vontade de se despedir dos entes queridos. Normalmente, a pessoa presenteia amigos e familiares com objetos de grande valor sentimental e deixam recomendações usando a frase “caso algo aconteça comigo”.

Há, também, os chamados suicidas passivo-crônicos, que cometem o suicídio lento, ou seja, não manifestado. Normalmente, eles recusam alimentação, deixam de tomar os remédios e até mesmo provocam quedas.

Como prevenir o suicídio na terceira idade?

Como é na terceira idade que as pessoas sentem que não têm mais valor, o 1° passo para prevenir o suicídio é provar o contrário. Para isso, é importante deixar o idoso ativo, em convívio com amigos, parentes e demais membros da sociedade.

Vale a pena estimular os momentos de lazer, as atividades em grupo e a participação em eventos. Entender o que o idoso gosta de fazer é essencial para encontrar aquilo que pode ocupar o seu dia e a sua mente de maneira positiva.

Essas pessoas precisam de afeto e motivação. Dar um abraço, conversar por algumas horas e até mesmo preparar a comida predileta do idoso são algumas formas de demonstrar que a família se importa.

O suicídio na terceira idade costuma dar sinais e, muitas vezes, pode ser prevenido.

Não deixe de procurar pelo acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico, que é indispensável para lidar com esses casos da melhor maneira possível.

E você, gostou das informações deste post? Viu como o suicídio na terceira idade precisa ser discutido?

Aproveite a visita no nosso blog e leia o seguinte post: “Como tratar a ansiedade corretamente? O guia completo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos