Publicado em Deixe um comentário

Suicídio na terceira idade: veja como identificar e prevenir

Segundo o Relatório Global para Prevenção do Suicídio da Organização Mundial da Saúde, o suicídio na terceira idade chega a 7,7 casos para cada 100 mil pessoas acima entre 60 e 69 anos. Entre aquelas com mais de 70 anos, a taxa sobre para 8,9.

Os dados são alarmantes e as causas, variadas: elas vão desde graves problemas de saúde até a falta de perspectiva. Por isso, saber como identificar e prevenir um suicídio é essencial para reintegrar o idoso à família e à sociedade.

Continue lendo este post e saiba mais sobre o assunto:

Por que os idosos cometem suicídio?

Ainda existe a ideia de que o idoso não se mata porque está no fim da vida. Porém, é preciso considerar que a terceira idade é um momento de vulnerabilidade.

Geralmente, as perdas estão por trás do desejo de colocar fim à vida. Abrir mão da saúde, da autonomia e dos papéis ativos na sociedade, por exemplo, são fatores que levam à ideação.

A pessoa vai, aos poucos, perdendo a sua voz e o seu espaço, e a depressão se torna um protagonista nessa situação. O idoso começa a se sentir inútil e profundamente triste.

Como identificar os sinais dados pelos idosos?

A mudança de comportamento é o 1° sinal que o idoso dá quando está pensando em cometer o suicídio. Por exemplo: pessoas que são ativas e alegres, mas que começam a agir de forma contida e a demonstrar sinais de tristeza.

Além disso, é comum a vontade de se despedir dos entes queridos. Normalmente, a pessoa presenteia amigos e familiares com objetos de grande valor sentimental e deixam recomendações usando a frase “caso algo aconteça comigo”.

Há, também, os chamados suicidas passivo-crônicos, que cometem o suicídio lento, ou seja, não manifestado. Normalmente, eles recusam alimentação, deixam de tomar os remédios e até mesmo provocam quedas.

Como prevenir o suicídio na terceira idade?

Como é na terceira idade que as pessoas sentem que não têm mais valor, o 1° passo para prevenir o suicídio é provar o contrário. Para isso, é importante deixar o idoso ativo, em convívio com amigos, parentes e demais membros da sociedade.

Vale a pena estimular os momentos de lazer, as atividades em grupo e a participação em eventos. Entender o que o idoso gosta de fazer é essencial para encontrar aquilo que pode ocupar o seu dia e a sua mente de maneira positiva.

Essas pessoas precisam de afeto e motivação. Dar um abraço, conversar por algumas horas e até mesmo preparar a comida predileta do idoso são algumas formas de demonstrar que a família se importa.

O suicídio na terceira idade costuma dar sinais e, muitas vezes, pode ser prevenido.

Não deixe de procurar pelo acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico, que é indispensável para lidar com esses casos da melhor maneira possível.

E você, gostou das informações deste post? Viu como o suicídio na terceira idade precisa ser discutido?

Aproveite a visita no nosso blog e leia o seguinte post: “Como tratar a ansiedade corretamente? O guia completo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *