Pesquisa registra mais mulheres dependentes de crack - Hospital Santa Mônica
Hospita Santa Mônica

Olá, bem-vindo. Escolha um setor para falar conosco.

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (IPq HCFMUSP) vem observando nos últimos quatro anos mudança no perfil da mulher dependente química que procura tratamento em seu ambulatório especializado e exclusivo para o sexo feminino. De 1996 até 2008, 60% dos casos atendidos no Programa Mulher Dependente Química (PROMUD) correspondia a mulheres alcoolistas e 40% outras drogas.

A partir de 2009, de acordo com a coordenadora, Dra. Patricia Hochgraf, esse número se inverteu: 60% dos casos agora corresponde a dependência de cocaína e crack e o alcoolismo passou a somar 40% dos atendimentos. Foi observada também mudança na faixa etária, com aumento de dependência em mulheres acima de 30 anos, o que até então era raro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Planos de Saúde

CARE PLUS
SBC Saúde
Amil
Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
ABRASA
Ver todos