Evitando a depressão em época de crise - Hospital Santa Mônica

Em época onde todos os meios de comunicação propagam a crise brasileira, e muitas pessoas vivenciam a situação de desemprego e dificuldades econômicas, é esperado um aumento no número de casos de depressão. A depressão é caracterizada pelo sentimento de tristeza, desinteresse, ausência de prazer, baixa autoestima e autoconfiança, sentimento de culpa e inutilidade, pessimismo, cansaço persistente, concentração e atenção reduzidas, além de distúrbios do sono e do apetite. As causas da depressão são várias, e é sabido que fatores ambientais e circunstanciais, como situações que fogem do previsível e geram estresse, podem ser o gatilho para a depressão.

As grandes crises financeiras foram marcadas pelo aumento do número de pessoas deprimidas e do consumo de medicações antidepressivas e ansiolíticos. Vislumbrando o momento difícil que o país vem passando, é preciso desde já adotar atitudes de resiliência, cuidar da mente e das emoções para prevenir um estado depressivo. Seguem abaixo algumas dicas para sobreviver bem à época de crise:

 

1. Engaje-se em atividades prazerosas e estimule uma visão otimista

 

É preciso manter o bom humor e o otimismo mesmo em situações difíceis. Procure fazer atividades que proporcione a satisfação e o prazer. Este tipo de atitude ajudará a estimular sentimentos positivos, que se propagarão para a sua visão do mundo e da vida.

 

2. Desenvolva a resiliência

 

Saiba reagir positivamente perante as advertências e se levantar a cada queda. Aceite aquilo que não poderá mudar e que não depende de você. É preciso adaptar-se às novas situações e superar-se.

 

3. Foque sua atenção na solução e não no problema

 

Ficar falando, pensando e vivendo o problema te impedirá de enxergar as possibilidades de mudar a situação. Não que você não possa compartilhar suas aflições, mesmo porque algumas vezes é falando que conseguimos entender melhor os fatos, mas não fique apenas remoendo o caos, pois a discussão prolongada pode intensificar os sentimentos negativos. Determine um tempo máximo para falar sobre seus problemas e depois mude de assunto.

 

4. Pratique atividade física

 

Exercitar o corpo é um dos melhores antídotos para a ansiedade, que muitas vezes é a precursora da depressão. A atividade física também ajuda a combater a apatia e a baixa energia. Uma simples caminhada diária também pode contribuir significativamente para arejar a mente e estimular o sentimento de bem-estar, experimente!

 

5. Administre os impulsos e as emoções

 

É comum, em momentos de desavenças, agirmos sob o calor das emoções e perder a razão. Muitas vezes reagimos a um fato que supervalorizamos na nossa mente e, consequentemente, nossa ação é desproporcional à situação. Procure raciocinar o fato antes de agir impulsivamente. Relaxe, respire fundo e acalme-se, depois responda a situação. Em momentos difíceis, há uma tendência a antecipar sofrimentos e fracasso e fazer julgamentos errôneos. A crise pode ser sinônimo de perdas, assim como pode representar ganhos, através das oportunidades enxergadas. Seja otimista e esteja atento as oportunidades que são provenientes da situação vivenciada.

Planos de Saúde

Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consulta e Internação 24h