Estudo mostra que mulheres se culpam por depressão - HSM

Quando estão com depressão, 70% das mulheres perdem o desejo sexual. Entre os homens, o índice é de 40%. Enquanto elas admitem que a doença tem causas internas, eles tendem a creditar a tristeza a situações externas, como o clima ou problemas no trabalho.

Um estudo recém publicado pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) mostra que a forma de manifestação da depressão muda conforme o sexo, o que aponta para possibilidades de tratamentos específicos para homens e mulheres. Isso abre precedente para que os profissionais se questionem com relação ao método a ser adotado de acordo com o sexo do paciente.

A hipótese da melhora diferenciada entrou pela primeira vez na bíblia dos psicólogos e psiquiatras – o guia de doenças mentais, chamado Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-5) – só na última edição, em junho deste ano. E mesmo lá não há respostas concretas – apenas um indicativo de que a questão tem que ser melhor estudada daqui para frente. Já a tese de doutorado em saúde e comportamento da psicóloga Mariane Lopez Molina indica alguns caminhos.

O perfil traçado por ela com base na comparação dos sintomas revela que as mulheres choram mais, se deprimem mais e têm mais dificuldades para tomar decisões. Mas os dois itens que mais chamam a atenção são o da perda de libido e o fato de os homens apontarem fatores externos como causa da depressão até 12 vezes mais do que elas. Ou seja, eles se enganam com os próprios sintomas, dizendo que o problema não é com eles, mas tudo culpa daquele chefe que pega no pé, da previsão do tempo horrorosa ou do excesso de trabalho.

— As mulheres tendem a ser mais abertas e, por isso, assumem mais facilmente a doença. Por causa da característica de falar mais, também identificamos que um certo tipo de tratamento era mais apropriado – afirma Mariane. Foram testados dois tipos de métodos. Um se chama “psicoterapia cognitiva narrativa”, em que o paciente elege quatro episódios da vida que ele acredita serem responsáveis pela depressão e faz uma conversa com o psicólogo para aprender a lidar com eles. Esse foi considerado mais propício para mulheres, justamente pela característica de conseguir se expressar melhor.

O segundo é a “psicoterapia cognitivo comportamental”, em que o psicólogo ajuda o paciente a identificar comportamentos disfuncionais e ensina a readequá-los ao seu contexto. Esse tipo, em que muitas vezes se utiliza um diário para que o paciente se dê conta de sua realidade, foi melhor recebido pelos homens. Também estudioso do assunto, o psicanalista Christian Dunker, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), aponta que há outras terapias eficazes como a psicanálise, que é de longa duração. Porém as psicoterapias estudadas foram analisadas justamente por serem de curta duração (sete sessões) para serem indicadas ao uso no Sistema Único de Saúde.

No entanto, Dunker reconhece a lógica do estudo. — A diferença apontada ainda faz algum sentido pois no caso do homem é de fato importante transformar os esquemas interpretativos da realidade enquanto no caso da mulher a recuperação do déficit narrativo é muito importante – explica.

A tese de Mariane, que faz parte da Equipe de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em saúde e comportamento da UCPel, foi composta por duas pesquisas, realizadas entre 2007 e 2012. O trabalho contou com 1560 entrevistados. Durante os trabalhos, 137 pacientes realizaram a psicoterapia proposta.

Planos de Saúde

Interclinicas do Brasil
Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consulta e Internação 24h