Publicado em Deixe um comentário

Aposentada dribla a depressão ao cuidar de plantas

Antônia Mota Rodrigues, aposentada, aos 70 anos semeia a vida por meio do plantio de mudas. O carinho e o cuidado com a natureza fez com que ela driblasse a depressão. O marido de Antônia, José Rodrigues era mateiro e protetor de uma mata ciliar que protege o rio Jaguari, em Jaguariúna (SP). Depois da morte dele, a aposentada tornou-se guardiã da área verde do local.

O cuidado com as plantas começa em casa. Ainda no quintal, mantém a área verde com o cultivo de diversas espécies, como a embaúba e o chapéu-de-praia. Empenhada no desenvolvimento da mata, a protetora da natureza ainda caminha 30 minutos a pé para plantar novas mudas no espaço.

Além da história de superação, é uma história de inspiração. Dona Antônia se doa sem ver vantagem, sem querer algo em troca. Ela diz que está plantando as mudas não para si mesma, mas para os netos e bisnetos verem a árvore no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *