Publicado em Deixe um comentário

Estado beneficia dependentes com internação para tratamento

O secretário de Defesa Social, Nilomar dos Santos Farias, assinou na tarde desta sexta-feira, 12, Termo de Convênio com as primeiras comunidades terapêuticas credenciadas com o Estado, para prestarem serviços de acolhimento de pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substância psicoativa.

Kinara Queiroz Monteiro, 36 anos e João Batista Jardim de Oliveira, 33 anos, serão os primeiros beneficiados, pelo convênio do Estado que dispõe de 30 vagas sociais, pelo valor de R$ 700,00 mensais, durante oito meses. Kinara, classifica o momento como uma chance de recomeçar a vida e destacou que procurou ajuda movida pelo desejo de mudar. João Batista declarou ser essa uma chance de mudar de vida e espera após o tratamento arrumar emprego e seguir em frente.

Os critérios para adesão do dependente químico ao tratamento são assegurados na Resolução do CEAD nº 02, de 2 de abril de 2013, que priorizam a pessoa com deficiência física, idoso, bem como, renda per capta; perda de vínculos familiares; inclusão no Cadastro Único da Assistência Social (CAD ÚNICO); que não tenha abandonado tratamento e que a família esteja ciente e disposta a participar do processo de recuperação e dos programas de ajuda mútua. Nilomar Farias disse ser esta, uma forma de melhorar a situação e apoiar quem quer ajuda. “O principal é que a pessoa queira mesmo sair da dependência química”. Farias acrescentou, ainda, a preocupação existente com a reinserção deste público no mercado de trabalho, situação que deve ser fruto de outro projeto do Governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *